Estudo da Palavra Jesus nos ensina

Se Revista da Armadura de Deus e vença a Batalha Espiritual

Todos os dias enfrentamos uma batalha espiritual na mente e no coração, por isso quero te mostrar como se proteger dos ataques do inimigo.

Existe uma história que conta que, em certa manhã, uma criança se aproximou do seu avô e lhe perguntou:

“Vovô, eu percebi que dentro do meu coração existe um lobo e uma ovelha. Qual dos dois vai crescer?”

E o seu avô respondeu: “Vai crescer aquele que você alimentar”.

E da mesma forma, dentro de nós, também habitam um lobo e uma ovelha. O lobo se alimenta dos nossos pecados e a ovelha se alimenta da nossa santidade.

Introdução a Batalha Espiritual:

Todos os dias, somos influenciados pelas forças do mal, que tentam nos afastar da presença de Deus.

O diabo é astuto e age silenciosamente para desviar o nosso coração. O objetivo dele é alimentar o nosso “lobo interior” para que caiamos em tentação.

Mas graças a Deus, sempre temos o direito de escolher qual caminho iremos seguir.

A Bíblia mostra que todos nós, seguidores de Cristo, temos alguns inimigos que lutarão contra nós enquanto vivermos. A vida aqui na Terra é um campo de batalha e nós precisamos saber contra quem estamos lutando

11 – Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo,
12 – pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.

13 – Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.

14 – Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça

15 – e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.

16 – Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.

17 – Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.

18 – Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.

Efésios 6:14-18

Muitos têm pregado que seguir Jesus é ter uma vida cheia de alegrias e bens materiais. Mas a verdade é que os verdadeiros cristãos passarão por muitas aflições e terão muitos desafios pela frente, a famosa batalha espiritual.

Vença o Mundo para sair vitorioso da Batalha Espiritual

A bíblia ensina que não devemos amar ao mundo, pois ser amigo do mundo é ser um “inimigo de Deus”

4 – Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus.

5- Ou vocês acham que é sem razão que a Escritura diz que o Espírito que ele fez habitar em nós tem fortes ciúmes?

6- Mas ele nos concede graça maior. Por isso diz a Escritura: “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”.

7- Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês.

8 – Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.
Tiago 4:4-8

O mundo é todo esse sistema de valores que domina a nossa sociedade e muitos deles são contrários à vontade de Deus.

‘O mundo” que não devemos amar é o “modo de vida” sem regras e cheio de pecados, que incentiva a ganância, o egoísmo, a força, a ambição e principalmente, o prazer acima de tudo.

Porém, o cristão temente a Deus deve sempre vigiar para não ser envolvido por estes sentimentos carnais e deixar os valores espirituais em segundo plano.

Em 1 João: 2 lemos que os prazeres deste mundo estão divididos em 3 partes: a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a soberba da vida.

A cobiça da carne, que é o sensualismo, é um desejo carnal, uma necessidade legítima do nosso corpo.
Mas quando nós permitimos que esses desejos se tornem excessivos e nos façam cometer pecados, então desagradamos a Deus que é santo e puro.

A cobiça dos olhos, que é o materialismo, é o desejo desenfreado e egoísta de termos aquilo que não precisamos ou que não pertence a nós.

E a soberba da vida é o egoísmo, o desejo de mostrar às outras pessoas que nós somos superiores a elas e ostentar aquilo que muitos não conseguem ter.
Ou seja, é olhar apenas para nós mesmos.

Como vimos, o mundo exerce muita influência sobre nós e ele quer moldar os nossos pensamentos, as nossas atitudes.

Mas quando estamos em Cristo, nós nos tornamos cidadãos do céu e temos a oportunidade de sermos guiados pelo Espírito Santo de Deus.


E como podemos vencer o mundo?

Não se conformando com os padrões mundanos que incentivam a busca pelo pecado, riquezas e poder. Devemos buscar a comunhão de pessoas cristãs, que compartilham da mesma fé que a nossa, porém, sem esquecer daqueles que ainda não conhecem a graça de Deus.

Além disso, devemos dar um bom testemunho em todas as ocasiões, sem medo de demonstrar quem somos e aquilo em que acreditamos.
Isso não quer dizer que temos que ser chatos e intolerantes com as pessoas, mas sim falar a verdade do Evangelho com amor e com sabedoria.

Vença a sua Carne para sair vitorioso da Batalha Espiritual

A “carne” é a nossa natureza humana com a sua tendência natural ao pecado.
A carne refere-se à nossa natureza caída, às vezes chamada de “velho homem” na Bíblia, que surgiu desde a desobediência de Adão e Eva.

A Bíblia diz que todos nós já nascemos com o coração inclinado a pecar, e que essa tendência a fazer o mal estará conosco enquanto vivermos aqui.
E todo cristão possui duas naturezas: a nova vida que ele recebeu quando aceitou a Cristo, e a velha natureza pecaminosa chamada de “carne”.

A nova natureza é controlada pelo Espírito Santo, mas a antiga natureza é caracterizada por seus desejos pecaminosos.

Quando a nova natureza sem pecado é colocada ao lado da antiga natureza depravada, começa então a luta do espírito contra a carne.

E mesmo as nossas melhores atitudes podem ser contaminadas pelo pecado sem que nós percebamos. Talvez, pelo egoísmo ou pelo orgulho, e dessa forma, essas atitudes passam a ser algo carnal.

Por exemplo: podemos orar para impressionar alguém com a nossa “espiritualidade”, fazer uma doação somente para ser aplaudido pelas pessoas, ou pregar sobre a bíblia para ser elogiado pelas pessoas.

Enfim, se as nossas atitudes forem egoístas, elas não agradarão a Deus. E a natureza carnal, de fato, pode nos levar a cometer os piores pecados.

Assim como os animais vivem por instinto, a nossa natureza tende a fazer o que os nossos instintos naturais desejam.

Muitas vezes, a carne tentará nos impedir de buscar a Deus em oração, de ler a Bíblia, de fazer o bem, pois ela busca somente as coisas terrenas e não as do alto.

E como podemos vencer a carne?

Precisamos aprender a dizer “não” aos nossos desejos pecaminosos e tomarmos a decisão de obedecer o que está escrito na Palavra de Deus.

‘Assim, desta mesma maneira, considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Romanos 6:11

Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos e percam a batalha espiritual.

16 – Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne.
17 – Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.
18 – Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei.
19 – Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem;
20 – idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções
21 – e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.
22 – Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,
23 – mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
24 – Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos.
25 – Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito.
Gálatas 5:16-25

Ou seja, devemos permitir que o Espírito Santo governe a nossa maneira de viver, de falar, de pensar, de agir, para que cumpramos a vontade de Deus em nossas vidas.

Para a sua meditação na palavra de Deus.

3 – Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a vocês mesmos.
Filipenses 2:3

5 – Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
Mateus 5:5

3 – Por isso, pela graça que me foi dada digo a todos vocês: Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu.  Romanos 12:3

Vença o Satanás para sair vitorioso da Batalha Espiritual

Satanás é o comandante de um grande exército de demônios que se opõem a Deus e que tentam derrotar aqueles que aceitaram a salvação em Jesus. A Bíblia descreve Satanás como o ladrão, acusador, adversário, pai da mentira, príncipe da maldade.

Ele é inteligente e fará de tudo para nos afastar de Deus, mas não pense que seus ataques são da forma que você imagina. Geralmente eles são sutis, são astutos.

Não acredite naquela história que o diabo é um monstro vermelho com chifres. Não! Lembre-se que ele era um arcanjo de luz, um dos mais belos.

E Satanás usará as distrações do mundo e o apelo da carne (que são os dois primeiros inimigos) para tentar nos desviar dos caminhos de Deus.

Uma das técnicas prediletas dele é trazer desânimo, decepção, incredulidade, tudo para que você e eu deixemos de confiar nas promessas de Deus.

E como podemos vencer o diabo?

Nunca devemos esquecer a palavra de Deus. O que a bíblia nos ensina!
‘Precisamos buscar a Deus e tomarmos uma posição firme contra ele.

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
Tiago 4:7

Isso só é possível quando você decide obedecer o que está escrito na Bíblia e ter uma vida de oração.

Estes são os três inimigos da vida cristã: o mundo, a carne e o diabo.
Devemos renunciar cada um deles se quisermos agradar ao Senhor, recusando ser guiados pelos padrões do mundo, negando os desejos da nossa carne e resistindo ao diabo com a armadura de Deus.

Jesus nos ama tanto que Ele se entregou a morte de cruz para que possamos ter o direito à vida eterna.

O maior prazer de Deus o nosso criador é gerar filhos em sua presença.

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja por todos nós.
Amém. 06/02/2021.

Você tem medo ou vergonha de evangelizar?

Então siga o passo a passo deste estudo, que eu tenho a certeza que esta palavra vão lhe ajudar bastante.

Sim, muita gente tem dificuldades para evangelizar. A necessidade de fazer isso surge porque foi o próprio Jesus que nos mandou ir pelo mundo, falando do Evangelho com quem encontrássemos pelo caminho.

Porém, ainda nos dias de hoje existe muita gente por aí que tem um certo medo ou vergonha de evangelizar.

Essas pessoas se sentem constrangidas, acham que não conhecem o suficiente sobre o Evangelho, que não irão conseguir encontrar as palavras certas ou até imaginam que vão fazer o papel de pessoa chata e intransigente.

É preciso vencer essa dificuldade! Cada cristão precisa aprender a se colocar à disposição do Espírito Santo para evangelizar.

E é sobre isso que falaremos hoje, neste texto veremos dicas muito importantes para ajudar você a vencer essas dificuldades e começar a

O que significa Evangelizar?

Evangelizar significa simplesmente contar sobre Jesus para outras pessoas. Todo crente pode partilhar a boa notícia sobre a salvação que há em Jesus. Deus nos ajuda, para que mais pessoas conheçam a verdade e sejam salvas.

O ato de Evangelizar é importante. Não podemos guardar a boa notícia só para nós! Mas a evangelização precisa ser feita com amor e falando a verdade sobre Jesus.

Resumidamente Evangelizar é compartilhar nosso relacionamento com Jesus Cristo com todos que encontramos, é espalhar o o amor de Deus para engrandecer o reino de Deus!

5 passos para perder o medo e a vergonha de Evangelizar

Para nós cristãos, proclamar a boa nova da ressurreição de Cristo ou evangelizar significa ser testemunha de uma transformação que ocorre dentro de todo ser humano.

Embora alguns talvez queiram deixar o evangelismo para os pregadores, ou simplesmente para os que são extrovertidos, a bíblia declara que todos os cristãos devem evangelizar. O problema maior é, sem dúvidas, o medo e a vergonha.

5 passos simples, porém importantíssimos para que você perca de uma vez por todas o medo e a vergonha de Evangelizar:

  1. Entenda sua Identidade

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra. (Atos dos Apóstolos 1:8)

Você já se pegou questionando-se as seguintes questões? Quem sou eu? Para onde vou? Qual é o meu dom, talento ou habilidade? Muitos gastam toda a vida para responder estas simples perguntas…

Esta identidade é o que vai determinar o seu estilo de vida, tipo de alimentação, cultura, gostos pessoais, se você será pessoa tímida ou despojada, etc.

Portanto, certamente é libertador, quando nos alinhamos com a palavra de Deus e entendemos quem somos e qual a nossa identidade em Cristo.

Ei, somos obra de Deus, criados com uma identidade própria para cumprir um propósito aqui na terra. Você só irá perder o medo e a vergonha de Evangelizar após ter esta identidade bem definida.

Você foi transformado e tocado por Jesus para ser um servo do Senhor e levar para as pessoas, então entenda que essa identidade lhe da todo direito de andar conforme Jesus andou em amor, poder, sabedoria e autoridade.

  1. Lembre-se que evangelizar é uma ordem de Jesus

Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos. (Mateus 28:18-20)

Jesus fez-se carne, viveu em perfeita obediência ao Pai, morreu na cruz em nosso favor, ressuscitou dentre os mortos e consumou a obra da nossa redenção.

Em seguida, comissionou seus discípulos a ir por todo o mundo, até aos confins da terra, pregando o evangelho e fazendo discípulos de todas as nações.

Essa grande comissão é repetida em todos os Evangelhos e também no livro de Atos. A evangelização não é apenas uma opção e sim uma ordem, saiba que evangelizar é uma tarefa imperativa dada pelo soberano Senhor do Universo.

Silenciar-se acerca das boas novas de salvação é um ato de rebeldia contra Cristo e uma atitude de desamor aos homens.

O universo inteiro ouve a voz de Cristo e a obedece. O vento ouve sua voz e se aquieta. O mar escuta a sua ordem e se acalma. Os demônios obedecem a sua ordem e batem retirada no mesmo momento.

Seríamos nós, seu povo, os únicos no universo a nos rebelarmos contra sua autoridade?

  1. Creia que Jesus lhe deu autoridade e poder o suficiente para Evangelizar

E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. (Marcos 16:17,18)

Nos dias de hoje não é incomum ver Cristãos questionar outros irmãos, que ao tentar evangelizar muitas vezes estão orando e não veem respostas, não veem pessoas sendo curadas e libertas.

E a verdade é que a maioria dos Cristãos se sentem inseguros em relação a esses assuntos, alguns dizem não estar preparados, outros alegam não ter esse chamado, etc.

Amados é preciso exercitar a fé em Jesus, e muitas pessoas estão orando por outras, mas não tem fé suficiente para que o milagre seja realizado.

Você deve tomar posse e crer de todo coração que Jesus lhe deu poder para pisar em escorpiões e serpentes, Cristo lhe prometeu que nem toda força do inimigo lhe faria mal algum

Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.
Lucas 10:19

Não é pecado não ter fé, mas sem Fé, é impossível agradar ao Pai, logo, sem Fé os sinais não acontecem e você não conseguirá evangelizar segundo a vontade de Deus.

Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.
Hebreus 11:6

6 – A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz;
7 – a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à lei de Deus, nem pode fazê-lo.
8 – Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus.
9 – Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.
10 – Mas se Cristo está em vocês, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito está vivo por causa da justiça.
Romanos 8:6-10

Medite nas sagradas escrituras,

6 – Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:

6 – Ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente.

7 – Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros, nem com aqueles que maquinam o mal.

8 – Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal.

9 – Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança.

Salmos 37:5-9

  1. Estude o Evangelho e busque a cada dia mais conhecer Jesus

3 – Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que regam a terra. “

 

Oséias 6:3

Esse texto bíblico nos mostra que devemos prosseguir, ou seja, devemos todos os dias aprender um pouco mais sobre Jesus.

Prosseguir em conhecer a Jesus é buscar ter um relacionamento com Deus. Deus nos criou, nos escolheu e nos chamou porque Ele quer se relacionar conosco. Sem essa intimidade, sem esse relacionamento torna-se impossível evangelizar.

Irmãos, gaste tempo na presença Dele, tente ouvir a doce voz do Espírito Santo. Mesmo que lhe falte palavras, a Bíblia nos diz que devemos orar sem cessar

17 – Orai sem cessar.

18 – Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 1 Tessalonicenses 5:17,18

Após você desenvolver este relacionamento de amor com Deus, estará 100% pronto para evangelizar de maneira sobrenatural!

  1. Convide alguém do seu estudo para irem evangelizar contigo.

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. (Mateus 18:20)

Sem dúvidas esse passo é REVELADOR e irá lhe ajudar muito, talvez você sinta medo ou vergonha de evangelizar, pois no fundo de seu coração ainda restam dúvidas a respeito se Cristo estará presente.

Porque a evangelização sem Jesus, sem o sobrenatural de Deus torna-se carnal e certamente será um desastre…

Mas, as Escrituras Sagradas, nos encoraja a união. Se você tem medo de evangelizar sozinho não hesite em convidar algum irmão para ir contigo e o fogo de Deus sem dúvidas se fará manifesto em sua vida.

Muitas pessoas hoje em dia estão em trevas, mas por meio do Senhor Jesus nós podemos ajuda-las a conhecer a palavra de Deus.

Eu posso estar em meio a tempestade, posso estar em meio a uma crise terrível, posso estar em meio a escuridão mais eu vou escolher olhas para a Luz, pois eu sei que de la vem minha força.

Eu entendi o que a Bíblia diz.

5 – Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

Salmos 30:5

Sabe irmãos, tem momentos na vida que nós não vemos o sol, nós não enxergamos a luz.
Mas quem disse que nós precisamos ver para crer?

Continue olhando pra luz do mundo e quem está na escuridão irá olhar para você.

Continue olhando pra luz porque a do luz mundo o Senhor Jesus irá habitar dentro de você.

As pessoas em meio as trevas não conseguem olhar para a cima, a escuridão é tão forte que quando alguém está nas trevas ele não consegue olhar para Jesus.

O inimigo usa a escuridão, o julgo do pecado para colocar medo em pessoas que hoje se encontram nas trevas e não podem olharem para Jesus o nosso Salvador.

O inimigo tem colocado na sua cabeça a mentalidade escura, sabe porque você não consegue olhar pra luz? Porque o peso do pecado te faz pensar:

Eu sou pecador, eu sou pequeno, eu não mereço! Quem sou eu? Porque Jesus irá olhar para mim? – Você é amado por Deus, você é filho de Deus!

Automaticamente por estar constantemente construindo a sua identidade, você estará adquirindo confiança e crescendo na fé, o Espirito Santo quer habitar dentro de você e te fazer uma nova criatura na presença de Deus o nosso criador e serás Salvo você e sua casa por meio do Senhor Jesus Cristo o nosso Salvador.

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém.
13/02/2021.

Volta de Jesus

“E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também
João 14.3

A palavra ‘arrebatamento’ significa ‘retirar’ e aparece na Bíblia apenas em I Tessalonicenses 4.17,

Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. 1 Tessalonicenses 4:17

Falando claramente sobre o momento em que a Igreja será resgatada por Jesus.

Entretanto o conceito de Arrebatamento é claramente ensinado nas Escrituras. Jesus prometeu que voltaria para buscar os seus discípulos e todos que cressem em seu nome.

Então o que é o Arrebatamento da Igreja? É o evento no qual Deus remove todos os crentes da terra para realizar o fim de todas as coisas e o Juízo Final.

Como será o arrebatamento?

Vamos estudar um pouco sobre o arrebatamento:

1- O Arrebatamento será um SUSTO:

Lucas 17.34-36 “Eu lhes digo: Naquela noite duas pessoas estarão numa cama; uma será tirada e a outra deixada. Duas mulheres estarão moendo trigo juntas; uma será tirada e a outra deixada. Duas pessoas estarão no campo; uma será tirada e a outra deixada”.

O arrebatamento será um susto que vai pegar muitas pessoas de surpresa.
De repente uma pessoa vai desaparecer. Certamente isso vai acontecer apenas com quem é um cristão fiel, sendo deixado para trás apenas quem não estiver preparado. Será num momento que ninguém espera, pois “quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição
(I Tessalonicenses 5.3).

Prepare-se para não ser surpreendido!

2- O Arrebatamento será VISÍVEL:

7 Olhem! Ele vem com as nuvens! Todos o verão, até mesmo os que o atravessaram com a lança. Todos os povos do mundo chorarão por causa dele. Certamente será assim. Amém!

8 Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que é, que era e que há de vir. Apocalipse 1.7

A volta de Jesus será vista por todas as pessoas no mundo inteiro, tanto os que estiverem vivos naquele momento como aqueles que já tiverem morrido, pois ressuscitarão para ser salvos ou para ser julgados. Embora muitos não perceberão a cena do arrebatamento, por sua rapidez,

25 “Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações estarão em angústia e perplexidade com o bramido e a agitação do mar.
26 Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo; e os poderes celestes serão abalados.
27 Então se verá o Filho do homem vindo numa nuvem com poder e grande glória.
28 Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês”.

29 Ele lhes contou esta parábola: “Observem a figueira e todas as árvores.
30 Quando elas brotam, vocês mesmos percebem e sabem que o verão está próximo.
31 Assim também, quando virem estas coisas acontecendo, saibam que o Reino de Deus está próximo.

32“ Eu asseguro a vocês que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam.
33 Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão.

34 “Tenham cuidado, para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente.
35 Porque ele virá sobre todos os que vivem na face de toda a terra.
36 Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer e estar em pé diante do Filho do homem”.

37 Jesus passava o dia ensinando no templo; e, ao entardecer, saía para passar a noite no monte chamado das Oliveiras.
38 Todo o povo ia de manhã cedo ouvi-lo no templo. (Lucas 21.25)

O que demonstrarão estes acontecimentos?
O arrebatamento será seguido pela volta de Jesus para que todas as pessoas o vejam como Rei voltando
30 Então o sinal do Filho do Homem aparecerá no céu. Todos os povos da terra chorarão e verão o Filho do Homem descendo nas nuvens, com poder e grande glória.
3 1 A grande trombeta tocará, e ele mandará os seus anjos para os quatro cantos da terra. E os anjos reunirão os escolhidos de Deus de um lado do mundo até o outro. (Mateus 24.30, 31).

Todos verão Jesus quando voltar!

3- O Arrebatamento será após a RESSURREIÇÃO dos mortos:

A Vinda do Senhor

13 Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança.
14 Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram.
15 Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem.
16 Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.
17 Depois nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre.
18 Consolem-se uns aos outros com essas palavras.
I Tessalonicenses 4.13-18 

.

O Arrebatamento da Igreja será em seguida à primeira ressurreição, quando os mortos em Cristo serão levantados para se encontrar com seu Mestre. Outra ressureição acontecerá depois do milênio para o julgamento final, quando os que morreram sem receber a Jesus como Senhor, serão levantados para ser julgados. Jesus deixou isto claro.

28 — Não fiquem admirados por causa disso, pois está chegando a hora em que todos os mortos ouvirão a voz do Filho do Homem

29 e sairão das suas sepulturas. Aqueles que fizeram o bem vão ressuscitar e viver, e aqueles que fizeram o mal vão ressuscitar e ser condenados. (João 5.28,29).

Por isso são chamados de “bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição” (Apocalipse 20.6).

Os mil anos

1 Então vi descendo do céu um anjo que tinha nas mãos a chave do abismo e uma corrente pesada.
2 Ele agarrou o dragão, aquela velha cobra que é o Diabo ou Satanás, e o amarrou por mil anos.
3 Então o anjo jogou o Diabo no abismo e trancou e selou a porta para que ele não enganasse mais as nações até terminarem os mil anos. Depois desses mil anos é preciso que ele seja solto por um pouco de tempo.

4 Em seguida vi alguns tronos, e os que estavam sentados neles receberam o poder de julgar. Vi também as almas das pessoas que tinham sido degoladas porque haviam anunciado a mensagem de Deus e a verdade que Jesus revelou. Elas não tinham adorado o monstro nem a sua imagem, nem tinham recebido o seu sinal na testa ou na mão. Essas pessoas tornaram a viver e reinaram com Cristo durante os mil anos.
5 Os outros mortos não tornaram a viver até que os mil anos terminaram. Esta é a primeira ressurreição.
6 Felizes e abençoadas as pessoas que forem incluídas nessa primeira ressurreição, pois a segunda morte não tem poder sobre elas! Serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele durante os mil anos.

A derrota de Satanás

7 Depois que os mil anos terminarem, Satanás será solto da sua prisão
8 e sairá para enganar os povos de todas as nações do mundo, isto é, Gogue e Magogue. Satanás os juntará para a batalha, e eles serão tantos como os grãos de areia da praia do mar.

9 Eles se espalharam pelo mundo e cercaram o acampamento do povo de Deus e a cidade que ele ama, mas um fogo desceu do céu e os destruiu.
10 Aí o Diabo, que os havia enganado, foi jogado no lago de fogo e enxofre, onde o monstro e o falso profeta já haviam sido lançados. E lá eles serão atormentados para todo o sempre, de dia e de noite.

O julgamento final

11 Então vi um grande trono branco e aquele que está sentado nele. A terra e o céu fugiram da sua presença e não foram vistos mais.
12 Vi também os mortos, tanto os importantes como os humildes, que estavam de pé diante do trono. Foram abertos livros, e também foi aberto outro livro, o Livro da Vida. Os mortos foram julgados de acordo com o que cada um havia feito, conforme estava escrito nos livros.
13 Aí o mar entregou os mortos que estavam nele. A morte e o mundo dos mortos também entregaram os que eles tinham em seu poder. E todos foram julgados de acordo com o que cada um tinha feito.
14 Então a morte e o mundo dos mortos foram jogados no lago de fogo. Esse lago de fogo é a segunda morte.
15 Quem não tinha o seu nome escrito no Livro da Vida foi jogado no lago de fogo. (Apocalipse 20.1, 15).

Embora a ressurreição dos crentes seja primeiro que o arrebatamento, este será simultâneo e em seguida.

Após a ressurreição acontecerá o arrebatamento!

4- O Arrebatamento será INESPERADO:

“vigiai porque não sabeis o dia e nem a hora“. Mateus 25.13 

O arrebatamento será surpreendente, porque “a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai (Mateus 24.36)
e não devemos procurar descobrir inutilmente porque “não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade (Atos 1.7). Jesus deixou bem claro que surgiriam falsos profetas marcando a sua volta e não deveríamos acreditar (Mateus 24.23,24). Então nosso dever é estar preparado para este momento.

Ninguém sabe quando será o arrebatamento!

5- O Arrebatamento será muito RÁPIDO:

 “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. I Coríntios 15.51-52

O arrebatamento será repentino. Nada se compara à rapidez deste acontecimento, 24 Porque, assim como o relâmpago brilha de uma ponta do céu até a outra, assim será no dia em que o Filho do Homem vier.
25 Mas primeiro ele precisa sofrer e ser rejeitado pelo povo de hoje.
26 Como foi no tempo de Noé, assim também será nos dias de antes da vinda do Filho do Homem. (Lucas 17.24).

Mesmo as câmeras e toda a tecnologia não serão capazes de registrar com exatidão estes fatos, principalmente porque ninguém estará livre de ser alvo de tudo para se tornar apenas espectador.

O arrebatamento vai ser muito rápido!

Você está preparado para o arrebatamento?

CONCLUSÃOApocalipse 22.7 “Eis que venho sem demora

A coisa mais importante é se preparar para ser arrebatado. Mesmo quem não sabe nada disso que foi estudado, mas se estiver pronto será levado para o céu com Jesus. De qualquer forma precisamos aprender sobre o assunto buscando capacitação espiritual para receber esta graça.

Prepare-se para o arrebatamento!

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 20/02/2021.

Com o poder que Jesus nos transferiu...

Com o poder que Jesus nos transferiu, em seu nome, podemos destruir as obras do mal! Sim ou não?

Um dos assuntos mais sérios é a realidade espiritual. Existe um mundo diferente do material – o mundo espiritual. Nele há duas forças – o bem e o mal.

12 Digo-lhes a verdade: Aquele que crê em mim fará também as obras que tenho realizado. Fará coisas ainda maiores do que estas, porque eu estou indo para o Pai.

13 E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho.

14 O que vocês pedirem em meu nome, eu farei”.

15 “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos.

16 E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre,

17 o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês.

18 Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês.

João 14:12-18

Vamos aprender a origem do ser que é o responsável por todos os sofrimentos e calamidades que existem no nosso mundo. É ele que faz com que milhares de pessoas vivam como se não fossem compradas por um preço muito alto. A nossa libertação já foi paga com a morte do Senhor Jesus na cruz do calvário. Muitos de nós vivemos como se não tivéssemos vida própria! Agora nesse momento muitas pessoas estão roubando, matando, se drogando, se embriagando, mentindo, se prostituindo, traindo, estuprando crianças e pessoas indefesas. Quando o diabo foi lançado para terra esse ser desprezível, que, desde que aqui chegou, tem espalhado o ódio entre as pessoas e feito todo o tipo de pesadelo tornar-se realidade.

Os setenta e dois voltaram alegres e disseram: “Senhor, até os demônios se submetem a nós, em teu nome”.

Ele respondeu: “Eu vi Satanás caindo do céu como relâmpago.

Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.

Contudo, alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus”.

Naquela hora Jesus, exultando no Espírito Santo, disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado.

“Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, a não ser o Pai; e ninguém sabe quem é o Pai, a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser revelar”.

Lucas 10:17-22

Quando uma pessoa quer ser melhor que as outras, isso não é bom. Estamos dando espaços e legalidade ao diabo para introduzir em nossa mente coisas terríveis que não são aprovadas por Deus. Exemplos: Orgulho, inveja, ódio, calunia, difamação e muitas outras coisas que nos separa do amor do Senhor Jesus Cristo.
SUA ORIGEM: Satanás era originalmente um anjo de Deus. Seu nome: Lúcifer (o que leva a luz). Era um anjo glorioso; porém, permitiu que o orgulho surgisse em seu coração, aspirou ser “como o Altíssimo” e caiu na “condenação do diabo”.

Vejamos duas passagens bíblicas que falam deste ser:

Como caíste do céu, ó estrela da manha, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte.  Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo (Is 14.12-15).

Nós que estamos em Jesus Cristo nosso Senhor, recebemos autoridade sobre todo mal! Diariamente somos bombardeados por setas malignas dos espíritos destruidores, o próprio diabo e seus seguidores anjos caídos.
Então foi levado Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Mateus 4:1
Se o filho de Deus não foi respeitado por esse ser desprezível, imaginemos nós, os seres humanos.

A nossa saída para vencer todos os males de nossas vidas, através do nome e da autoridade que Jesus nos ensinou!

.
Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós. Tiago 4:7

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do Diabo; Efésios 6:11

quem comete pecado é do Diabo, porque o Diabo peca desde o princípio. Para destruir as obras do Diabo é que o Filho de Deus se manifestou. 1 João 3:8

A nossa atitude é que determina o que realmente somos. Dizer da boca pra fora que somos libertos das garras do maligno e não agir de acordo com a Palavra de Deus nada nos adiantará.

Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou (Rm 8.37).

Mas, se tomarmos ao pé da letra as afirmações que o Senhor faz a nosso respeito e começarmos a usar os nossos direitos, podemos ficar certos de que o nosso Deus não nos deixará sozinhos nesta luta. Bem ao contrário, Ele mesmo a tomará como Sua e nos dará a vitória.
Deus espera que a aceitemos e passemos a agir como redimidos. O diabo sabe que tem que obedecer a todos que descobrem esta verdade. A Bíblia diz: Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus (1 Co 6.20).

Devemos exigir que a doença saia do nosso corpo, deixando-o livre. Pois, como poderemos glorificar a Deus nele, se o mesmo está sendo consumido pela moléstia? Também devemos exigir que todo o pecado saia do nosso espírito, senão nos será impossível glorificar a Deus em nossos corações.

Quando Deus declara um fato, para Ele é assunto encerrado.

Toda vez que o diabo vier lhe trazer qualquer mal, repreenda-o em Nome de Jesus e mande-o dar o fora. A nossa redenção é real. Somos território liberto. A escravidão sobre a nossa vida terminou. O senhorio do diabo findou. Agora temos um novo Senhor que nos comprou para Deus e nos fez mais do que vencedores…. Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens
(Ef 4.8).

Um dia nós receberemos vida após morte através do Senhor Jesus Cristo. 


Todas as pessoas que servem a Deus o nosso criador, através do seu único filho Jesus Cristo, o nosso Salvador, tem o direito de receber em sua vida através do nome de Jesus, autoridade sobre as nossas fraquezas e fracassos do nosso dia a dia! Isso porque vivemos em um mundo material e espiritual e as duas áreas andam totalmente juntas.

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. João 10:10

2) Vamos entender que todos os milagres que recebemos vêm de Deus o nosso pai Celestial, segundo a sua vontade e tudo em seu tempo. Mas, agora somos nós que temos de fazer a nossa parte.

Preciso de um milagre na minha vida, nas seguintes áreas. Saúde!

Você está doente e precisa de um milagre.

Primeiro: Segundo a palavra de Deus (A Bíblia) por causa do pecado, e da dureza do nosso coração, a falta de fé e pior ainda a dúvida, nós somos impedidos de receber as benções do Senhor. Não podemos ser absolvidos das obras que foram colocadas em nossa vida, através do próprio diabo.

Não há nenhuma situação que seja difícil para Deus. Você pode estar passando por um momento delicado, mas Ele é capaz de te livrar de todo e qualquer mal.

Ele é soberano, e mesmo que Ele não te tire do meio da tempestade, Ele vai te dar forças e firmar os teus passos, para que você não seja levado pelo vento!

Tenha fé e busque a Deus em todas as situações, porque Ele é fiel e poderoso para te resgatar!

Se ele o diabo veio para roubar, matar e destruir e somos condenados a não ter saúde, precisamos ser livres para viver o que realmente o Senhor Jesus disse.
Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.

2 Crônicas 7:14

porque, se o fizerem e eles clamarem a mim, eu certamente atenderei ao seu clamor.

Êxodo 22:23

Ele clamará a mim, e eu lhe darei resposta, e na adversidade estarei com ele;

vou livrá-lo e cobri-lo de honra.

Salmos 91:15

Sabemos que Deus não ouve pecadores, mas ouve o homem que o teme e pratica a sua vontade.

João 9:31

E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho. O que vocês pedirem em meu nome, eu farei. “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos. E eu pedirei ao Pai, e ele dará a vocês outro Conselheiro para estar com vocês para sempre,

João 14:13-16

3) Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. Romanos 12:21

4) Quando eu tenho fé em Jesus e não duvido eu sei que ele tudo pode fazer em minha vida, nós vencemos o mal com o bem. Aquela doença que eu tinha ou qualquer outro problema que vivemos independentes do que seja ao exercitar os nossos direitos através do nome do Senhor Jesus, podemos ser livres de todo o mal existencial e nossa vida, tanto material ou espiritual.

5) Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Lucas 10:19

6) Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito; E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis. Mateus 21:21-22

7) Se você não souber que alguma coisa lhe pertence, nunca terá fé e coragem suficiente para reivindicá-la.

Por outro lado, se sabemos pela Palavra de Deus que alguma coisa nos pertence, nem precisamos esperar por mais nada; basta dar a ordem determinando em o Nome de Jesus e o poder de Deus realizará aquilo que determinamos, mediante a sua vontade o querer de Deus em nossas vidas, mesmo que seja tudo feito no tempo do Senhor Deus em nome de Jesus.

SE FOR DA VONTADE DE DEUS, SIM, SENÃO FOR DA SUA VONTADE SIM, TUDO MEDIANTE A SUA FÉ.

Na Bíblia temos registro de apenas uma pessoa que orou demonstrando não saber se era a vontade de Deus curá-la ou não. Era o pobre leproso, em Mateus capítulo oito, a quem o Senhor prontamente lhe respondeu: Quero, sê limpo.

Dizer a Deus que a bênção que você está pedindo deverá lhe ser dada se for da vontade dEle é o mesmo que Lhe dizer que você não sabe se Ele realmente é um Pai que se interessa pelo seu bem, pois pode ser que Ele o ame só de palavras, mas quer que você tenha um cancerzinho, uma tuberculosezinha, ou que viva na miséria. Que tipo de Pai é Deus para você? Eu creio que o nosso Deus quer o melhor para aquele que o buscam.

Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.

Tiago 4:8

E, agora, que está esperando? Levante-se, seja batizado e lave os seus pecados, invocando o nome dele’.

Atos dos Apóstolos 22:16

“Desde os dias mais antigos eu o sou.

Não há quem possa livrar alguém de minha mão. Agindo eu, quem o pode desfazer?” Isaías 43:13

Se formos atirados na fornalha em chamas, o Deus a quem prestamos culto pode livrar-nos, e ele nos livrará das tuas mãos, ó rei. Mas, se ele não nos livrar, saiba, ó rei, que não prestaremos culto aos teus deuses nem adoraremos a imagem de ouro que mandaste erguer”.

Daniel 3:17-18

O Senhor Jesus nos retratou o Pai da seguinte maneira:

E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se, vós pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhos pedirem? (Mt 7.9-11).

Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro.

Jeremias 29:11

Pres­tem culto ao Senhor, o Deus de vocês, e ele os aben­çoará, dando a vocês alimento e água. Tirarei a doença do meio de vocês.

Êxodo 23:25

Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.

Provérbios 16:3

O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.

Filipenses 4:19

Pois hoje ordeno a vocês que amem o Senhor, o seu Deus, andem nos seus caminhos e guardem os seus mandamentos, decretos e ordenanças; então vocês terão vida e aumentarão em número, e o Senhor, o seu Deus, os abençoará na terra em que vocês estão entrando para dela tomar posse.

Deuteronômio 30:16

“Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês?”
1 Coríntios 3:16

Quando construímos uma casa segundo os nossos gostos, queremos colocar nela tudo que há de melhor. Escolhemos os melhores materiais, os melhores enfeites, as mais belas decorações, tudo para que a nossa casa fique exatamente do jeito que queremos.

Deus foi quem nos fez como somos agora. Uma vez que confessamos Jesus como nosso único Senhor e Salvador, ele nos escolhe para, em nós, fazer morada. Sim, nós, que somos de carne e praticamente maciços, somos morada do Espírito Santo.

A casa é reconstruída. A que existia deixa de existir, e é feita uma nova, que vai sendo arrumada aos poucos. Ele vai endireitando os quadros tortos, trocando os pisos quebrados, colocando móveis novos, para que o lugar onde ele habitará se pareça o máximo possível com ele. O criador sempre coloca um pouco de si em sua criatura, quanto mais no lugar onde mora.

A obra de transformação que o Espírito executa em nós a cada dia é, simplesmente, indescritível. Ele nos faz não apenas sua casa e seu lar, mas seu templo, seu santuário, que, em essência, é um lugar de adoração. Nós somos esse lugar, essa habitação do Espírito, esse ambiente transformado pela sua santidade, poder e glória incomparáveis.

Se permitirmos que ele faça morada em nós, tudo mudará. De todos os nossos “cômodos”, o que deve estar mais disponível à transformação é o coração, além da mente. Ele quer, e vai, renovar tudo isso.

Precisamos e podemos experimentar esse poder restaurador, do maior mestre de obras de todos: Jesus.

Por isso ter todos esses conhecimentos e não participar do batismo do senhor Jesus nas águas é a mesma coisa que não tivéssemos aprendido nada. Vejamos a seguir!

O batismo nas águas não é opcional: é um mandamento deixado por Jesus. Aquele que aceita Jesus como Senhor e Salvador deve tomar a decisão de ser batizado nas águas.

Mas o que significa o batismo nas águas? O batismo nas águas bíblico é feito por imersão, ou seja, a pessoa é completamente submersa nas águas.

O batismo nas águas é muito mais do que um simples ritual. É algo que tem muito poder. Quando uma pessoa é batizada nas águas, ela anuncia publicamente que o seu “velho eu” está sendo sepultado. Mas depois ela sai da água, assim como Jesus se levantou da morte, o que simboliza que quem crê recebe o poder de Deus para viver uma vida renovada!

O Batismo nas Águas na Bíblia.

Isso aconteceu quando vocês foram sepultados com ele no batismo e com ele foram ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.

Colossenses 2:12

Naquela ocasião, Jesus veio de Nazaré da Galileia e foi batizado por João no Jordão. Assim que saiu da água, Jesus viu o céu se abrindo e o Espírito descendo como pomba sobre ele.

Marcos 1:9-10

Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo.

Atos dos Apóstolos 2:38

Prosseguindo pela estrada, chegaram a um lugar onde havia água. O eunuco disse: “Olhe, aqui há água. Que me impede de ser batizado?” Disse Filipe: “Você pode, se crê de todo o coração”. O eunuco respondeu: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”. Assim, deu ordem para parar a carruagem. Então Filipe e o eunuco desceram à água, e Filipe o batizou. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho.

Atos dos Apóstolos 8:36-39

Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:18-20

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 20/02/2021.

O BATISMO NAS ÁGUAS – Resgate a vida em jesus cristo.

5 Sei que sou pecador desde que nasci; sim, desde que me concebeu minha mãe.
Salmos 51 -05.

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? Quero ensinar um pouco acerca desta prática cristã.

É UMA ORDENANÇA DE JESUS

O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que n’Ele crê:

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28.19)

SELO DA FÉ

O batismo deve ser visto como um selo da justiça que vem pela fé, e evidentemente deve seguir a fé, como determinam as palavras finais de Jesus que se encontram registradas no evangelho de Marcos:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” (Marcos 16.15,16).

Esta é a razão porque não batizamos e nem tampouco validamos o batismo de crianças; é necessário crer primeiro e então se batizar. Obedecemos o princípio bíblico de consagrar os filhos ao Senhor, mas só os batizamos depois que puderem crer e professar sua fé.

É A CIRCUNCISÃO DO CORAÇÃO

No Velho Testamento, os judeus tinham como selo de sua fé a circuncisão; no Novo Testamento a circuncisão foi suprimida, sendo vista simbolicamente no batismo:

“Nele também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo; tendo sido sepultados juntamente com ele no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos” (Colossenses 2.11,12)

Hoje, esta circuncisão acontece no coração (Romanos 2.28,29), e Paulo a relaciona com o batismo.

O BATISMO NÃO SALVA, MAS ACOMPANHA A SALVAÇÃO

O batismo não salva ninguém. Jesus disse que quem crer (e for batizado por crer) será salvo e quem não crer será condenado; note que ele não disse “quem não for batizado será condenado”, mas sim “quem não crer”.

O batismo segue a fé que nos leva à salvação, mas ele em si não é um meio de salvação. Que o diga aquele ladrão que foi crucificado com Cristo e a quem Jesus disse que estaria com ele ainda aquele dia no paraíso.

39 – Um dos criminosos que ali estavam dependurados lançava-lhe insultos: “Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós! ”
40 – Mas o outro criminoso o repreendeu, dizendo: “Você não teme a Deus, nem estando sob a mesma sentença?
41 – Nós estamos sendo punidos com justiça, porque estamos recebendo o que os nossos atos merecem. Mas este homem não cometeu nenhum mal”.
42 – Então ele disse: “Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino”.
43 – Jesus lhe respondeu: “Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso”.
(Lucas 39 a 43);

O criminoso, somente creu e nem pôde ser batizado, mas não deixou de ser salvo por isto. O batismo, portanto, não salva, mas nem por isso deixa de ser importante e necessário; aquele ladrão não tinha condições de passar pelo batismo, mas alguém que crê deve obedecer à ordenança de Cristo e ser batizado, caso contrário estará em deliberada desobediência a Deus, o que poderá impedir-lhe de receber a coroa e entrar para a vida eterna.

Podemos dizer que o batismo é parte do processo de salvação, mas não que ele em si salve; o apóstolo Pedro escreveu o seguinte acerca do batismo:

“não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio de Jesus Cristo” (1 Pe 3.21).

É UMA IDENTIFICAÇÃO COM CRISTO

O batismo tem um significado; além de ser um testemunho público da nossa fé em Jesus, ele fala algo. Na verdade é o meio através do qual externamos que tipo de fé temos depositado em Jesus Cristo.

Quando falamos sobre a fé em Jesus, não nos referimos a crer que Ele EXISTE; é mais do que isto! A maioria das pessoas crêem que Jesus existe mas não entendem o que Ele FEZ. São duas coisas completamente diferentes; o que nos salva da perdição eterna e da condenação dos pecados é a obra de Cristo na cruz em nosso lugar. Ao morrer na cruz, o Senhor Jesus não morreu porque mereceu morrer; pelo contrário, como justo e inocente, Ele nos substituiu, sofrendo o que nós deveríamos sofrer a fim de que recebêssemos a salvação de Deus.

Há dois elementos básicos na fé que nos salva: identificação e apropriação. É importante entender cada um deles dentro do simbolismo do batismo.

Identificação é o aspecto da fé que nos faz ver que Jesus assumiu a nossa posição de pecado, para que assumíssemos a posição de justiça d’Ele

21 – Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus.
2 Coríntios 5:21
A Bíblia declara o seguinte:

3 – Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus.
Colossenses 3:3

Quando Deus nos olha, ou Ele nos vê sozinhos em nossos pecados, ou nos vê através de Jesus Cristo, que já pagou por eles.

A fé nos coloca com Jesus na cruz, crucificados com Ele; nos coloca no túmulo, sepultados com Ele; nos coloca ainda nos céus, à direita de Deus, ressuscitados com Cristo! É quando nos vemos n’Ele, entendendo o sacrifício vicário do Filho de Deus,

OBS: Sacrifício vicário ou sacrifício expiatório é conhecido na teologia cristã como o sacrifício substituto de Jesus Cristo pelo pecado do homem na cruz. Segundo o Dicionário Bíblico Universal, era a expiação do pecado por meio de uma vida dada em substituição.
que passamos a ter direito ao que Cristo fez; esta é a hora do segundo passo: apropriação. Apropriação é o aspecto da fé que torna meu aquilo que já vi realizado em Jesus. É quando entendemos que não somos salvos pelas obras, mas sim pela graça, mediante a fé e nos apropriamos disto. Paulo escreveu a Timóteo e lhe disse:

12 – Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas.
1 Timóteo 6:12

O batismo, é o nosso testemunho da identificação com Cristo; ele revela não apenas que eu tenho fé, mas que tipo de fé eu tenho. Veja o que as Escrituras dizem:

“Ou, porventura, ignorais que todos os que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados na sua morte? Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos para a glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida”

3 – Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados em sua morte?
4 – Portanto, fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Romanos 6:3,4

Quando imergimos alguém na água, estamos simbolicamente declarando que esta pessoa foi sepultada com Jesus, e ao levantarmos esta pessoa das águas, estamos reconhecendo que ela já ressuscitou com Cristo para viver uma nova vida. Portanto, o batismo é onde reconhecemos que tipo de fé temos; uma fé que se identifica com Cristo e sua obra realizada na cruz.

QUEM PODE SE BATIZAR?

Para quem é o batismo? A explicação anterior responde esta indagação: para todo aquele que se identifica pela fé com o sacrifício de Cristo na cruz. Depois de ter reconhecido por fé a obra de Cristo, quando a pessoa passa a estar apta para o batismo? Quanto tempo ela tem que ter de vida cristã para poder se batizar?

A Bíblia responde com clareza estas questões.

Filipe e o etíope.

26 Um anjo do Senhor disse a Filipe: “Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza”.
Filipe e o etíope

26Um anjo do Senhor disse a Filipe: “Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza”.

27Ele se levantou e partiu. No caminho encontrou um eunuco etíope, um oficial importante, encarregado de todos os tesouros de Candace, rainha dos etíopes. Esse homem viera a Jerusalém para adorar a Deus e,

28de volta para casa, sentado em sua carruagem, lia o livro do profeta Isaías.

29 E o Espírito disse a Filipe: “Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a”.

28 de volta para casa, sentado em sua carruagem, lia o livro do profeta Isaías.

29 E o Espírito disse a Filipe: “Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a”.


30
Então Filipe correu para a carruagem, ouviu o homem lendo o profeta Isaías e lhe perguntou: “O senhor entende o que está lendo?”

31Ele respondeu: “Como posso entender se alguém não me explicar?” Assim, convidou Filipe para subir e sentar-se ao seu lado.

32 O eunuco estava lendo esta passagem da Escritura:
“Ele foi levado como ovelha para o matadouro,
e, como cordeiro mudo
diante do tosquiador,
ele não abriu a sua boca.

33 Em sua humilhação
foi privado de justiça.
Quem pode falar
dos seus descendentes?
Pois a sua vida foi tirada
da terra”.

34 O eunuco perguntou a Filipe: “Diga-me, por favor: de quem o profeta está falando? De si próprio ou de outro?”

35 Então Filipe, começando com aquela passagem da Escritura, anunciou-lhe as boas-novas de Jesus.

36 Prosseguindo pela estrada, chegaram a um lugar onde havia água. O eunuco disse: “Olhe, aqui há água. Que me impede de ser batizado?”

37 Disse Filipe: “Você pode, se crê de todo o coração”. O eunuco respondeu: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”.
38 Assim, deu ordem para parar a carruagem. Então Filipe e o eunuco desceram à água, e Filipe o batizou.

39 Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho. Atos 8.26 a 39,

lemos acerca do primeiro batismo cristão apresentado em maiores detalhes na Bíblia. Neste texto, temos um modelo para a forma de batismo, e ali vemos que já na evangelização o batismo era ensinado aos novos convertidos, o que nos faz saber que ninguém deve demorar para se batizar após ter feito sua decisão de servir a Jesus.

Além disso, vemos também qual é o critério para que alguém se batize; quando o etíope pergunta: “Eis aqui água, que impede que eu seja batizado?” a resposta de Felipe vem trazendo luz sobre o requisito básico para o batismo: “É lícito, se crês de todo coração”
(At 8.36,37).

Quando a pessoa foi esclarecida sobre a obra (e não só a pessoa) redentora de Jesus Cristo, e crê de todo o coração (sem dúvida acerca disto), ela está pronta para ser batizada.

QUANDO SE BATIZA O NOVO CONVERTIDO?

Não há data estabelecida, somente os critérios que o recém convertido deve apresentar. No caso de Filipe e o etíope, foi bem rápido!

COMO SE BATIZA?

A palavra “baptismos” no grego significa: “imergir; mergulhar; colocar para dentro de”. No curso da história, por várias razões, apareceram outras formas de batismo, como aspersão e ablução (banho); entretanto, como o batismo é uma identificação com Cristo em sua morte e ressurreição, e é exatamente isto que a imersão significa, não praticamos outras formas de batismo.

Batismo por imersão

O batismo por imersão se dá quando o pastor ou ministro afunda a pessoa na água, erguendo-a em seguida. Esse tipo de batismo normalmente é realizado em lugares onde exista certa profundidade de água que possibilite o movimento de afundar e levantar. Os lugares mais comuns são: piscinas, rios e piscinas batismais que existem em muitas igrejas.

Os cristãos que defendem esse tipo de batismo acreditam que a imersão é essencial para que a simbologia do batismo seja válida, pois o ato se afundar e levantar nas águas significa que a pessoa está morrendo para o mundo e nascendo para Cristo. Contudo, alguns pontos nos mostram que esse não foi o único modo de batismo apresentado na Bíblia. Veja:

  1. a)Será que João Batista era capaz de imergir nas águas do Rio Jordão todas as multidões que se ajuntavam em volta dele? Ou ele simplesmente batizava aquelas pessoas derramando um pouco d’água em suas cabeças?
  2. b)Será que os discípulos de Jesus encontraram água suficiente em Jerusalém e tiveram facilidade para batizar por imersão três mil pessoas em um único dia?
  3. c)Existe algum texto que comprove que eles seguiram outro método que não fosse o modo dos batismos do Antigo Testamento?
  4. d)A passagem de Atos 9:18 diz que Paulo saiu de onde estava com Ananias para se emergir em algum poço ou rio?
  5. e)Em Atos 10:47,48 não dá a impressão de que tiveram que trazer água para que Cornélio e as pessoas que estavam em sua casa fossem batizadas?
  6. f)Por acaso, o carcereiro da cidade de Filipos deixou que seus prisioneiros deixassem a prisão e fossem até o rio para serem mergulhados em algum rio? (Leia Atos 16:22-33)

Sinceramente, esses pontos colocam um ponto final no discurso de que só o batismo por imersão seja o correto!

Batismo por aspersão

O batismo por aspersão se dá quando o pastor ou ministro derrama uma certa quantidade de água sobre a pessoa. Normalmente, esse tipo de batismo não exige locais com grande quantidade de água, como no batismo por imersão. Veja alguns exemplos da Bíblia que mostram que esse tipo de batismo também era utilizado:

  1. a) O caso das três mil pessoas batizadas em um único dia: A Bíblia diz que: “Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas”(Atos 2:41);
  2. b) O batismo de Saulo de Tarso na Rua Direita:“O Senhor lhe disse‘Vá à casa de Judas, na rua chamada Direita, e pergunte por um homem de Tarso chamado Saulo. Ele está orando; numa visão viu um homem chamado Ananias chegar e impor-lhe as mãos para que voltasse a ver’Respondeu Ananias: ‘Senhor, tenho ouvido muita coisa a respeito desse homem e de todo o mal que ele tem feito aos teus santos em Jerusalém. Ele chegou aqui com autorização dos chefes dos sacerdotes para prender todos os que invocam o teu nome’. Mas o Senhor disse a Ananias:Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel. Mostrarei a ele o quanto deve sofrer pelo meu nome’. Então Ananias foi, entrou na casa, impôs as mãos sobre Saulo e disse: ‘Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que lhe apareceu no caminho por onde você vinha, enviou-me para que você volte a ver e seja cheio do Espírito Santo’. Imediatamente, algo como escamas caiu dos olhos de Saulo e ele passou a ver novamente. Levantando-se, foi batizado” (Atos 9:11-18).
  3. c) O caso do carcereiro de Filipos:“O carcereiro pediu luz, entrou correndo e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Então levou-os para fora e perguntou: ‘Senhores, que devo fazer para ser salvo?’Eles responderam: ‘Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa’. E pregaram a palavra de Deus, a ele e a todos os de sua casa. Naquela mesma hora da noite o carcereiro lavou as feridas deles; em seguida, ele e todos os seus foram batizados(Atos 16:29-33).

Então, meu irmão, não se preocupe com a quantidade de água que usarão no dia do seu batismo. Nem perca seu tempo se preocupando se irão te mergulhar em uma piscina ou se vão derramar um pouco d’água em sua cabeça. O que realmente importa é que, a partir do momento em que você for batizado, você estará demonstrando publicamente que você é uma nova criatura em Cristo Jesus!

Quando Felipe batizou o etíope, eles pararam em um lugar onde havia água. A Bíblia diz que ambos entraram na água (At 8.38,39). Certamente aquele eunuco viajava abastecido com água potável; se fosse o caso de praticarem a aspersão havia água suficiente naquela carruagem para isto, mas batizar é imergir! Não foi à toa que João Batista se utilizou do rio Jordão para batizar. Depois, mudou o local de batismo para Enom, perto de Salim, e razão para isto é descrita pelo apóstolo João em seu evangelho: “porque havia ali muitas águas”

15 para que todo o que nele crer tenha a vida eterna.

16 “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

17 Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.

18 Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.

19 Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.

20 Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas.

21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus”.

O testemunho de João Baptista sobre Jesus

22 Depois disso Jesus foi com os seus discípulos para a terra da Judeia, onde passou algum tempo com eles e batizava.

23 João também estava batizando em Enom, perto de Salim, porque havia ali muitas águas, e o povo vinha para ser batizado.

(João 3.23).

Não há lugar específico para o batismo. Muitas igrejas tem um batistério, mas também podemos realizar o batismo, em rios, piscinas, e onde houver água suficiente para a imersão…

Além da água, é necessário alguém que ministre o batismo ao novo-convertido, uma vez que não existe auto-batismo na Bíblia. E quem pode batizar? Quem tem autoridade para isto? Só o pastor? Não! A ordenança de Jesus é clara:

Jesus dá instruções aos discípulos

16 Os onze discípulos foram para a Galileia, para o monte que Jesus lhes indicara.

17 Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.

18 Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra.

19 Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,

20 ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28: 16 a 20

Jesus mandou fazer discípulos e depois batizá-los. A ordem já subentende que quem faz o discípulo tem autoridade para batizá-lo. Felipe era apenas um diácono, fazendo o trabalho de evangelista; não era o pastor de igreja nenhuma, e batizou!

Paulo disse aos coríntios que não havia batizado quase ninguém entre eles; entendemos que mesmo se tratando de seus filhos na fé, ele provavelmente tenha passado esta tarefa a outros cooperadores, que não eram pastores, diácono, evangelistas ou outros ministros da palavra do Senhor. ( O evangelho)

Em muitas igrejas, os pastores conduzem o batismo por uma questão de ordem, mas não porque só pastores possam batizar. Assim como os pastores pregam e isto não quer dizer que só eles possam pregar, assim também é com o batismo. Num batismo eles podem chamar o líder de célula ou o discipulador da pessoa para batizar o novo convertido.

Para muitas igrejas, as palavras de Mateus 28.19 (“em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo”) são a fórmula a ser seguida no batismo.

Vemos nisto um princípio espiritual, mostrando a Trindade envolvida no batismo, mas a forma como os apóstolos obedeceram esta ordem nos dá a entender que eles não viram nas palavras de Jesus uma fórmula a ser repetida. Por quatro vezes, vemos referências claras ao nome usado no batismo cristão nas páginas de Atos dos Apóstolos:

“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para a remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo”. (Atos 2.38)

“Porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus”. (Atos 8.16)

“E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe pediram que permanecesse com eles alguns dias”. (Atos 10.38)

“Eles, tendo ouvindo isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus”. (Atos 19.5)

Se algumas igrejas batizam só em nome de Jesus, nós não vamos julgar ninguém, se eles têm a sua doutrina por entendimento ou pela palavra, batizar dessa forma, o importante é batizar todas as pessoas que reconheçam que o Senhor Jesus morreu na cruz para que possamos ter os nossos pecados perdoados por meio do nome Jesus!

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 06/03/2021.

Porque eu preciso nascer de novo

O Que Significa Nascer de Novo? O Que é o Novo Nascimento ou Regeneração?

Novo nascimento é um ato exclusivo de Deus na vida do homem, transformando sua inclinação ao mal em uma disposição para fazer o bem, capacitando-o através do Espírito Santo a fazer aquilo que é correto diante dele. A verdade de que o homem precisa nascer de novo, isto é, a necessidade da regeneração, é um dos pontos centrais da teologia cristã. Veja o significado >>>

  1. ciência ou estudo que se ocupa de Deus, de sua natureza e seus atributos e de suas relações com o homem e com o universo.
  2. 2.
    conjunto dos princípios de uma religião; doutrina.
    “t. cristã”

>>>   Infelizmente muitos cristãos não entendem corretamente o que é a regeneração ou o novo nascimento, e assim não percebem seu significado fundamental conforme exposto nas Escrituras. A pergunta de Nicodemos sobre como é possível o homem nascer de novo ainda permanece sendo a pergunta de muita gente.

4 -Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
5 – Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. João 3:4,5

Existe diferença entre regeneração e novo nascimento?

A Bíblia utiliza tanto o temo “regeneração” como a expressão “novo nascimento” como sinônimos para se referir a transformação radical operada pelo Espírito Santo na vida dos redimidos.

A palavra “regeneração” traduz o termo grego (palingenesia) no Novo Testamento. Esse termo é aplicado duas vezes. A primeira está no Evangelho de Mateus e refere à restauração escatológica … Veja o Significado>>> O adjetivo “escatológico” pode ser derivado do substantivo “escatologia” que significa “teoria acerca das coisas que hão de suceder depois do fim do mundo; teoria sobre o fim do mundo e da humanidade”.

Na Bíblia.

Jesus olhou para eles e respondeu: “Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”.
Então Pedro lhe respondeu: “Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós? ”
Jesus lhes disse: “Digo-lhes a verdade: Por ocasião da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do homem se assentar em seu trono glorioso, vocês que me seguiram também se assentarão em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.
E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna. Contudo, muitos primeiros serão últimos, e muitos últimos serão primeiros”.
Mateus 19:26-30.

Enquanto que a segunda está na Epístola de Paulo a Tito, onde o apóstolo a utilizou no contexto da salvação do homem.

A expressão “novo nascimento” e outras correlatas a ela, como, “ser vivificado”, “nascido de Deus” etc., são também utilizadas no Novo Testamento para transmitir a mesma verdade, e servem perfeitamente ao objetivo de indicar uma mudança drástica na vida do indivíduo.

5 – não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo,
Tito 3:5

O novo nascimento na Bíblia

A doutrina acerca do novo nascimento é apresentada ao longo de toda a Bíblia. Mesmo no Antigo Testamento, as Escrituras apontam para a necessidade de o homem nascer de novo. Por exemplo, no salmo 51 encontramos o salmista Davi falando da condição natural do homem como pecador, ao dizer: “Eu nasci na iniquidade, e em pecado concebeu minha mãe” (Salmos 51:5).

Nesse salmo Davi está apontando para o pecado original que significa o pecado derivado de nossa origem, no sentido de que a pecaminosidade marca a todos os homens sem exceção desde o nascimento, fazendo com que seus corações sejam inclinados ao mal antes mesmo de cometerem algum tipo de pecado.

Logo em seguida, ao reconhecer a total depravação do homem, o salmista entende que apenas uma intervenção divina é capaz de capacitar o homem a fazer o que é correto diante de Deus, através de um novo coração puro e a renovação de um espírito reto.

Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável.
Salmos 51:10

Na profecia do profeta Isaías lemos que Deus é aquele que vivifica o espírito dos abatidos e o coração dos contritos.
15 – Pois assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: “Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito. Isaías 57:15

O mesmo também foi profetizado através do profeta Ezequiel, quando Deus diz: “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo”.

26 – Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. Ezequiel 36:26

Já no Novo Testamento, a doutrina da regeneração se torna ainda mais clara. O próprio Jesus falou sobre ela em sua conversa com o fariseu Nicodemos, advertindo-o sobre a necessidade de o homem nascer de novo (João 3). Conforme já lemos hoje.

Os apóstolos também escreveram detalhadamente sobre esse tema

17 – Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2 Coríntios 5:17

5 – deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos. Efésios 2:5

24 – a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade. Efésios 4:24

13 – Quando vocês estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou juntamente com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões,
14 – e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz,
15 – e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz. Colossenses 2:13-15

1 Pedro

1 Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos eleitos de Deus, peregrinos dispersos no Ponto, na Galácia, na Capadócia, na província da Ásia e na Bitínia,

2 escolhidos de acordo com a pré-conhecimento de Deus Pai, pela obra santificadora do Espírito, para a obediência a Jesus Cristo e a aspersão do seu sangue: Graça e paz lhes sejam multiplicadas.

3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,

4 para uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor. Herança guardada nos céus para vocês

5 que, mediante a fé, são protegidos pelo poder de Deus até chegar a salvação prestes a ser revelada no último tempo.

6 Nisso vocês exultam, ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação.

7 Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra, quando Jesus Cristo for revelado.

8 Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, crêem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa,

9 pois vocês estão alcançando o alvo da sua fé, a salvação das suas almas.

10 Foi a respeito dessa salvação que os profetas que falaram da graça destinada a vocês investigaram e examinaram,

11 procurando saber o tempo e as circunstâncias para os quais apontava o Espírito de Cristo que neles estava, quando lhes predisse os sofrimentos de Cristo e as glórias que se seguiriam àqueles sofrimentos.

12 A eles foi revelado que estavam ministrando, não para si próprios, mas para vocês, quando falaram das coisas que agora lhes foram anunciadas por meio daqueles que lhes pregaram o evangelho pelo Espírito Santo enviado do céu; coisas que até os anjos anseiam observar.

13 Portanto, estejam com a mente preparada, prontos para a ação; sejam sóbrios e coloquem toda a esperança na graça que lhes será dada quando Jesus Cristo for revelado.

14 Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância.

15 Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem,

16 pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo”.

17 Uma vez que vocês chamam Pai aquele que julga imparcialmente as obras de cada um, portem-se com temor durante a jornada terrena de vocês.

18 Pois vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver que lhes foi transmitida por seus antepassados,

19 mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem defeito,

20 conhecido antes da criação do mundo, revelado nestes últimos tempos em favor de vocês.

21 Por meio dele vocês crêem em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos e o glorificou, de modo que a fé e a esperança de vocês estão em Deus.

22 Agora que vocês purificaram as suas vidas pela obediência à verdade, visando ao amor fraternal e sincero, amem sinceramente uns aos outros e de todo o coração.

23 Pois vocês foram regenerados, não de uma semente perecível, mas imperecível, por meio da palavra de Deus, viva e permanente.

24 Pois, “toda a humanidade é como a relva, e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor,

25 mas a palavra do Senhor permanece para sempre”. Essa é a palavra que lhes foi anunciada.

O que significa nascer de novo?

O significado do novo nascimento é tão profundo e seu efeito tão radical, que o homem que nasce de novo é feito uma nova criatura (2 Coríntios 5:17).

A expressão “nascer de novo” é utilizada para traduzir uma colocação grega no diálogo entre Jesus e Nicodemos registrado no Evangelho de João.

O termo grego original traduzido em muitas versões como “nascer de novo”, pode ter tanto o sentido de “nascer de cima” ou “nascer do alto”, sendo que esse sentido é o mais usual, como também pode ter o sentido de “nascer de novo” ou “nascer mais uma vez”.

No presente contexto, obviamente “nascer de novo” é “nascer do alto”, mas de qualquer forma, embora o texto original tenha sido registrado em grego, muito provavelmente o diálogo entre Jesus e Nicodemos se desenvolveu em aramaico e ele literalmente entendeu algo como “nascer de novo”, o que pode explicar sua reação ao questionar: “Como pode um homem nascer sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?” (João 3:4).

Como o homem pode nascer de novo? Quem opera a regeneração?

Jesus não utilizou a figura do novo nascimento sem motivo, ao contrário, ao utilizá-la Ele também estava apelando para a verdade de que ninguém é capaz de fazer qualquer coisa em relação ao próprio nascimento. Por isso, o homem jamais poderá por sua própria ação e obra nascer de novo, isto é, se autorregenerar.

Devemos lembrar aqui que Nicodemos era um fariseu zeloso, e com toda sua religiosidade ele estava familiarizado com a ideia de que a salvação era obtida pelo esforço humano, pelas boas obras na observância da Lei de Moisés. No entanto, o ensino de Jesus confronta esse conceito equivocado, mostrando que a salvação é um dom de Deus.

Para deixar isso ainda mais claro, Jesus ilustra a incapacidade humana no novo nascimento fazendo referência ao vento que sopra onde quer, e mesmo que possamos ouvi-lo, não podemos controlá-lo. Dessa mesma forma, conclui Jesus, “é todo aquele que é nascido do Espírito” (João 3:8).

Ao dizer isso, Jesus estava simplesmente ensinando que da mesma forma que ninguém pode controlar onde o vento sopra na Terra, assim também o Espírito é completamente soberano na regeneração, e sua ação incompreensível e misteriosa é completamente livre e independente.

Por que Deus opera no homem o novo nascimento?

Aqui é importante entender que Deus não tem qualquer obrigação de regenerar o homem que está morto em seus delitos e pecados.

Por sua própria natureza pecaminosa, o homem é merecedor da ira de Deus, recebendo sobre si o justo castigo por seus pecados.

No entanto, a Bíblia diz que Deus, pelo beneplácito de sua vontade, separou e vivificou para si um povo, o qual foi feito filho de adoção por Jesus Cristo.

1 – Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados, Efésios 5:1

É nesse ponto que podemos entender por que Deus regenera o homem pecador.

apóstolo Paulo explica que Deus, “que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo” (Efésios 2:4,5).

apóstolo Pedro também falou sobre isso,

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, 1 Pedro 1:3

Isso significa que o novo nascimento é fruto da riquíssima misericórdia de Deus, e de seu incalculável amor, e toda essa obra da salvação é para o louvor da sua glória

3 – Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo.
4 – Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença.
5 – Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade,
6 – para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado.
7 – Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus,
8 – a qual ele derramou sobre nós com toda a sabedoria e entendimento.
9 – E nos revelou o mistério da sua vontade, de acordo com o seu bom propósito que ele estabeleceu em Cristo,
10 – isto é, de fazer convergir em Cristo todas as coisas, celestiais ou terrenas, na dispensação da plenitude dos tempos.
11 – Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade,
12 – a fim de que nós, os que primeiro esperamos em Cristo, sejamos para o louvor da sua glória.
13 – Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa,
14 – que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória.
15 – Por essa razão, desde que ouvi falar da fé que vocês têm no Senhor Jesus e do amor que demonstram para com todos os santos,
16 – não deixo de dar graças por vocês, mencionando-os em minhas orações.
17 – Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele.
18 – Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou, as riquezas da gloriosa herança dele nos santos
19 – e a incomparável grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, conforme a atuação da sua poderosa força.
20 – Esse poder ele exerceu em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita, nas regiões celestiais,
21 – muito acima de todo governo e autoridade, poder e domínio, e de todo nome que se possa mencionar, não apenas nesta era, mas também na que há de vir.
22 – Deus colocou todas as coisas debaixo de seus pés e o designou como cabeça de todas as coisas para a igreja,
23 – que é o seu corpo, a plenitude daquele que enche todas as coisas, em toda e qualquer circunstância. Efésios 1:3-23

Por que é preciso nascer de novo? Qual a importância da regeneração?

Após a Queda do homem e a consequente origem do pecado na humanidade, o homem foi separado de Deus, tornando-se morto espiritualmente. Daí vem a importância fundamental da regeneração, pois no novo nascimento o homem é ressuscitado espiritualmente, torna-se morto para o pecado e passa a viver para Deus.

Jesus é bastante claro ao dizer que se o homem não nascer de novo ele não poderá entrar no reino de Deus, isso porque sem o novo nascimento o homem nem mesmo pode crer no Filho de Deus e ser justificado mediante sua obra redentora.

Algumas linhas teológicas afirmam que a fé precede a regeneração, mas essa afirmação contradiz o ensino bíblico. É verdade que a fé e a regeneração estão intimamente ligadas, de modo que uma não ocorre sem a outra (Efésios 2:8), todavia a fé não é causa da regeneração, mas sim seu fruto, pois a regeneração, como vimos, é uma obra soberana, imediata, exclusiva e sobrenatural do Espírito Santo, ressuscitando o homem de seu estado de morte espiritual para a plena vida em Cristo, mudando assim a disposição de sua alma em fazer o mal e inclinando o seu coração para Deus, o tornado nova criatura.

Se antes de ser batizado eu ficava nervoso por algum motivo, agora após o meu batismo por meio do Espírito Santo de Deus, eu me tornarei uma pessoa mais amável, tolerante para com os outros, a ira que habitava em mim, já não habita mais porque eu quero ser uma pessoa mansa e humilde de coração conforme a Palavra do Senhor nos ensina. Morri para o pecado e vivo para o Senhor Jesus Cristo.

Numa ordem lógica e não temporal, o homem só poderá crer após ter sido ressuscitado, e é isso o que a Bíblia ensina. O apóstolo João escreve: “Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus” (João 5:1).

Perceba que ele não diz que o indivíduo se torna filho de Deus porque crê que Jesus é o Cristo, mas diz que porque o indivíduo é nascido de Deus é que ele crê em seu Filho Unigênito.

Isso também implica na verdade de que qualquer suposta regeneração que não resulta na imediata e inseparável fé em Cristo como seu Salvador, de fato não é um novo nascimento genuíno.

16 – “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

36 – Quem crê no Filho tem a vida eterna; já quem rejeita o Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele”. João 3:36

24 – “Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida. João 5:24

Quais os efeitos do novo nascimento?

Podemos mencionar, de forma bastante resumida, os principais efeitos da regeneração:

1) Ao nascer de novo, o homem deixa de estar morto espiritualmente, preso em seus delitos e pecados e por natureza filho da ira. Tendo sido vivificado, ele passa a crer que Jesus Cristo é o seu Salvador, se arrepende de seus pecados, é declarado justo por Deus pelos méritos de Cristo e é adotado na família de Deus. Isso significa basicamente que ele sai da sepultura para se assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus.
Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus, Efésios 2:6

2) Ao nascer de novo, o homem é capacitado a se submeter à vontade de Deus e viver uma vida que o agrade. Ele passa a aceitar e compreender a mensagem do Evangelho, pois tem agora a mente de Cristo e consegue discernir o que antes era loucura para ele.

14 – Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente.
15 – Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido; pois
16 – “quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? ” Nós, porém, temos a mente de Cristo. 1 Coríntios 2:14-16

Assim, ele não está mais entre aqueles que amam mais as trevas do que a luz.

19 – Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.
20 – Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas. João 3:19,20

3) Ao nascer de novo, o homem fica livre da culpa e do domínio do pecado. Isso significa que ele não é mais escravo do pecado, mas escravo de Deus. O resultado disso, é que ao invés de ele receber o merecido salário do pecado que é a morte, ele recebe o imerecido presente da vida eterna.

17 Mas, graças a Deus, porque, embora vocês tenham sido escravos do pecado, passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida.

18 Vocês foram libertados do pecado e tornaram-se escravos da justiça.

19 Falo isso em termos humanos, por causa das suas limitações humanas. Assim como vocês ofereceram os membros do seu corpo em escravidão à impureza e à maldade que leva à maldade, ofereçam-nos agora em escravidão à justiça que leva à santidade.

20 Quando vocês eram escravos do pecado, estavam livres da justiça.

21 Que fruto colheram então das coisas das quais agora vocês se envergonham? O fim delas é a morte!

22 Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna.

23 Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

4) Ao nascer de novo, o homem desfruta de uma viva esperança, tornando-se herdeiro em Cristo Jesus de uma herança incorruptível guardada nos céus

3 – Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,
4 – para uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor. Herança guardada nos céus para vocês 1 Pedro 1:3,4

A pessoa batizada possui o Espírito Santo como o selo, o penhor, a garantia da glorificação que ocorrerá no dia vindouro, onde estará por toda a eternidade junto de Deus.

5) Ao nascer de novo, o homem nunca mais será o mesmo. Aquele que foi verdadeiramente regenerado pelo Espírito Santo, feito ovelha do Bom Pastor, repousa no conforto das palavras do Mestre: “E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão” (João 10:28).
Isso não implica jamais em comodismo, ao contrário, reflete a mais elevada devoção através da santificação, um processo que dura toda sua vida.

Dessa forma, ao invés das obras da carne ele demonstra em sua vida as evidências do fruto do Espírito. Ele agora é cidadão do céu, e tem uma vida condizente com a sua nova natureza. Aquele que é regenerado é descritos na Bíblia como sendo misericordioso, manso, pacificador, humilde de espírito, limpo de coração e que têm fome de justiça. A pessoa batizada, quer ver outras pessoas sendo curadas das suas enfermidades, libertas dos espíritos malignos, legião demoníaca e muitos outros tipos de vícios e  pecados.

Logo, somente com o novo nascimento, somente sendo regenerado, o homem, que por natureza é filho da ira, pode ser transformado em cidadão dos céus, feito filho de Deus por meio de Jesus Cristo. Após esse estudo será que alguém ainda acredita que ela não precisa ser batizada?

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 20/03/2021.

Eu quero ter um coração puro para agradar a Deus

Ministério Resgate a Vida em Jesus Cristo. Obra Missionária.
Servo do Senhor, Ronaldo Forte – Telefone (11) 2818-2323.

www.resgateavidaemjesuscristo.com.br

Devemos ter um coração puro para agradar a Deus, por que através dele chegaremos ao Céu. O maior fracasso da nossa vida é fugir da presença de Deus o nosso criador. Muitas vezes deixamos entrar o orgulho em nosso coração e não sentimos mais o poder do Senhor Jesus presente em nossos dias.

Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniqüidades. Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável. Não me expulses da tua presença, nem tires de mim o teu Santo Espírito. Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer. Então ensinarei os teus caminhos aos transgressores, para que os pecadores se voltem para ti. Salmos 51:9-13

Nós olhamos para as pessoas de forma exterior, visualizando apenas a sua aparência. Alguns homens escolhidos por Deus cometeram essa mesma falha, por que agiam segundo o seu coração.
Um dos profetas de Deus, Samuel, quando o Senhor Deus ordenou que ele fosse ungir o futuro Rei de Israel, Davi, ao ver o seu irmão, Eliabe por ser forte e bem preparado para guerra, ele pensou! “Com certeza este aqui é o que o Senhor quer ungir”.

O Senhor, contudo, disse a Samuel: “Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração”. 1 Samuel 16:7

Devemos examinar todos os dias o nosso coração (Pensamentos). Porque o Senhor fará coisas grandes em nossas vidas. Nunca devemos esquecer as maravilhas que o Senhor Jesus fez e faz todos os dias para vivermos uma vida em santidade a Deus.

Da­rei a eles um coração não dividido e porei um novo espírito dentro deles; retirarei deles o coração de pedra e lhes darei um coração de carne.
Ezequiel 11:19

Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Deuteronômio 6:5

O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre. Salmos 73:26

Muitas vezes nós endurecemos o nosso coração, quando passamos por uma provação de Deus, que sempre acontece, para o nosso crescimento de vida e espiritual. Normalmente ficamos mais forte ou fraco na presença de Deus. Tudo vai depender de que forma estamos andando em sua direção, ou seja, qual for a nossa meta em busca do Alvo, Jesus Cristo o nosso Senhor. Por que ele é o Juiz que nos conduzirá á nossa Salvação ou a Condenação Eterna. Todos os dias nós devemos deixar para traz as coisas velhas, tudo aquilo que o nosso coração recebe de bom grato. Orgulho, Inveja, Ciúmes, Arrogância e outras coisas mais que o Espírito Santo, irá nos convencer de que tudo aquilo é o que nos faz pecar contra Deus.

Para que eu seja um homem ou uma mulher que o meu coração tanto deseja, tenho que ser como Maria, sentar-me aos pés de Jesus e aprender dEle, sabendo que, algumas vezes, Ele poderá me levar para vales escuros (estando a me lapidar para o meu próprio bem) ou para os cumes de montanhas (para eu usufruir das Suas bênçãos). E, como um filho ou uma filha de Deus, eu só tenho que confiar e repousar em seus braços amorosos, sabendo que Ele cuidará de mim na alegria ou na tristeza.

“O importante é ter um Salvador que nos ama exatamente como somos, mas que nos ama demais para nos deixar do mesmo jeito”… Com muitos erros, pecados e do jeito que não agrada a Ele.

“Então, de coração, devemos querer ser transformados, de coração, devemos querer colocar as prioridades certas em nossa vida, de coração, devo dizer: Senhor cumpra-se em mim segundo a Tua Palavra” (Lucas 1:38)!

Meus irmãos, ter um coração puro, é o mesmo que dizer vem Senhor faça morada em minha vida, introduza em mim, o teu Espírito Santo!

Pois nada é impossível para Deus”. Lucas 1:37

Você quer ter uma vida abençoada por Deus, e reconhecer que o Senhor Jesus, entregou a sua vida na cruz do calvário para que os nossos pecados fossem perdoados, e todo aquele que nele crer não pereça mas tenham a vida eterna, se ainda você não o aceitou como o seu único amado Salvador, faça hoje mesmo.

Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Lucas 12:20 É a coragem ou o medo que nos impedem de fazer as obras de Deus? Devemos ir, em busca das almas perdidas, que são escravizadas pelos nossos pecados e será libertada através, do Amor do nosso Senhor Jesus Cristo!

6 – “Seja forte e corajoso, porque você conduzirá esse povo para herdar a terra que prometi sob juramento aos seus antepassados.

Somente seja forte e muito corajoso! Tenha o cuidado de obedecer a toda a lei que o meu servo Moisés lhe ordenou; não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que você seja bem sucedido por onde quer que andar.

Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido.

Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”. Josué 1:6-9

1) Quando o Senhor Deus nos ensina a prosseguir em seu caminho, você pode ter a certeza, que tudo o quanto ele prometeu serás cumprido em nossas vidas, só precisamos autorizar a sua morada em nosso coração, para que o seu Espírito Santo, venha nos capacitar e ajudar  viver uma vida melhor, sem pecar continuamente e quando pecamos ele é fiel e justo para nos Perdoar.

Segundo a tua grande fidelidade, perdoa a iniqüidade deste povo, assim como a tens perdoado desde que saíram do Egito até agora”. Números 14:19

A mentalidade da carne é morte, mas a mentalidade do Espírito é vida e paz; Romanos 8:6  Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus. Romanos 8:8

Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus.

Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.

Mas se Cristo está em vocês, o corpo está morto por causa do pecado, mas o espírito está vivo por causa da justiça.

E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vocês, aquele que ressuscitou a Cristo dentre os mortos também dará vida a seus corpos mortais, por meio do seu Espírito, que habita em vocês. Romanos 8:8-11

2) A importância de vencer o medo e deixar fluir a coragem para fazer as obras de Deus, é a Fé, Confiança na Palavra que foi escrita por homens que servirão ao Senhor com todas as suas falhas, mas esses venceram o mundo e pecado para que hoje pudéssemos através do Filho de Deus que desde o principio, por muitas vezes o Senhor vai nos dizer. Seja forte e corajoso! Seja forte e corajoso! Seja forte e corajoso!

Não morrerei, mas viverei; e contarei as obras do Senhor. Salmos 118:17

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus,  o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Gálatas 2:20

Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz,

Não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto.

Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram por quarenta anos as minhas obras.

Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos.

Assim jurei na minha ira que não entrarão no meu repouso.

Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Hebreus 3:7-12

Se o seu coração não manifestar o verdadeiro amor por DEUS, ele poderá se afastar de ti, e também as pessoas que te amam ou querem te amar, se você tiver um coração mau, até mesmo Deus, o nosso criador se afastará de nós. E dessa forma estaremos abertos para receber todo mal, que o inimigo irá colocar em nossas vidas. Pense nisso.

Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem.

Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem. Mateus 15:18-20

Quando desejamos fazer o mal para outras pessoas, simplesmente estamo-nos afastando de Deus. E assim não realizamos as boas obras que o Senhor Jesus Cristo nos ensinou.
Devemos estar sempre alerta, vigiando a cada segundo que vivemos, por que o inimigo estará sempre pronto para usar o seu corpo e a sua mente para fazer o mal. Quais são esses maus? E tem tanta gente por aí achando que só porque não mata e não rouba não está pecando… que grande engano. Durante todo o nosso dia somos tentados a pecar e muitas vezes não percebemos, como por exemplo uma mentirinha boba, uma briguinha com qualquer pessoa, um palavrão, não ir com a cara de certa pessoa e até mesmo quando estamos sozinhos, enfim, são inúmeras coisas que pensamos que se todo mundo faz, não terei nenhum problema se fizer também ou que passam desapercebidas por nós, mas não aos olhos de Deus. Tenho a certeza de que quando todos reconhecem seus pecados pedem perdão a Deus por tê-los cometidos, mas esse pecado foi realmente apagado da sua vida? Sim, se você pedir de te todo o vosso coração e se arrepender-nos, o Senhor DEUS nos perdoará e teremos uma nova vida em Jesus Cristo.

“Pois o salário do pecado é a morte, mas o presente gratuito de Deus é a vida eterna, que temos em união com Cristo Jesus, o nosso Senhor.” Romanos 6.23

Vejam! O braço do Senhor não está tão curto que não possa salvar, e o seu ouvido tão surdo que não possa ouvir. Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá. Pois as suas mãos estão manchadas de sangue, e os seus dedos, de culpa. Os seus lábios falam mentiras, e a sua língua murmura palavras ímpias. Ninguém entra em causa com justiça, ninguém faz defesa com integridade. Apoiam-se em argumentos vazios e falam mentiras; concebem maldade e geram iniquidade. Chocam ovos de cobra e tecem teias de aranha. Quem comer seus ovos morre, e de um ovo esmagado sai uma víbora. Suas teias não servem de roupa; eles não conseguem cobrir-se com o que fazem. Suas obras são más, e atos de violência estão em suas mãos. Seus pés correm para o mal, ágeis em derramar sangue inocente. Seus pensamentos são maus; ruína e destruição marcam os seus caminhos. Não conhecem o caminho da paz; não há justiça em suas veredas. Eles as transformaram em caminhos tortuosos; quem andar por eles não conhecerá a paz. Por isso a justiça está longe de nós, e a retidão não nos alcança. Procuramos, mas tudo é trevas; buscamos claridade, mas andamos em sombras densas. Como o cego caminhamos apalpando o muro, tateamos como quem não tem olhos. Ao meio-dia tropeçamos como se fosse noite; entre os fortes somos como os mortos. Isaías 59:1-10

Quantas e quantas vezes nos perguntamos: “Onde estará minha benção? Peço tanto a Deus e nada…” ou “porque isso está acontecendo comigo?”. São muitos porquês, muitos questionamentos em cima de uma única verdade: Você mesmo está se impedindo de receber o que Deus tem de melhor para sua vida.

Mas como assim? Simples: você está fazendo o que é certo aos olhos de Deus? Está andando nos caminhos que Ele nos ensinou? A bíblia nos ensina muito a respeito disso.

Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: “Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados. Mateus 26:27,28

Através da morte do Senhor Jesus Cristo na cruz do calvário e pelo seu sangue que foi derramando por nós, passamos a ter o direito de receber o perdão dos nossos pecados.
Jesus Ama o pecador, só não o ama o pecado.
Os pecados têm a ver com a nossa conduta, e para isso a Bíblia mostra-nos que precisamos de perdão, Porém, o pecado é o que nos incita, induz-nos a cometer os atos pecaminosos. Por isso, a Bíblia mostra-nos que precisamos de libertação.

Mas, graças a Deus, porque, embora vocês tenham sido escravos do pecado, passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida. Mateus 6:17
Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus, o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna.

Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Romanos 6:22,23

Se você quiser ter um coração puro na presença de DEUS devemos iniciar uma mudança de vida, sepultando a velha criatura que existia dentro de nós, para que possamos dar espaço para o Senhor DEUS agir em nossas vidas através do Espirito Santo, para que um dia eu e você possamos ter o direito de nos tornarmos filhos do Senhor.

Conceda-te conforme o desejo do teu coração, e cumpra todo o teu desígnio. Nós nos alegraremos pela tua salvação, e em nome do nosso Deus arvoraremos pendões; satisfaça o Senhor todas as tuas petições. Agora sei que o Senhor salva o seu ungido; ele lhe responderá lá do seu santo céu, com a força salvadora da sua destra. Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. Uns encurvam-se e caem, mas nós nos erguemos e ficamos de pé. Salva-nos, Senhor; ouça-nos o Rei quando clamarmos. Salmos 20:4-9

Aceitar Jesus como o nosso salvador é reconhecer que ele morreu na cruz do calvário para que um dia possamos ter a vida eterna, mas você tem o direito de escolha, o (livre arbítrio) Vida ou condenação eterna? O inferno existe!

E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas.
Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.
Estes sinais acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;
pegarão em serpentes; e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados”.
Depois de lhes ter falado, o Senhor Jesus foi elevado ao céu e assentou-se à direita de Deus. Marcos 16:15-19

Que o Amor do Senhor Jesus seja por todos nós. Amém.

A decepção da cruz

Ministério Resgate a Vida em Jesus Cristo. Obra Missionária.

Servo do Senhor, Ronaldo Forte – Telefone (11) 2818-2323.

www.resgateavidaemjesuscristo.com.br

A DECEPÇÃO DA CRUZ E A ESPERANÇA DA RESSURREIÇÃO.


Na semana passada nós comemoramos a
Páscoa, que significa a celebração da morte e ressurreição de Jesus. 

Na cruz, Jesus levou todos os nossos pecados, tomando nosso castigo em nosso lugar. Mas Jesus não permaneceu morto. No terceiro dia, ele ressuscitou!

“Estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos chefes dos sacerdotes e aos mestres da lei. Eles o condenarão à morte e o entregarão aos gentios para que zombem dele, o açoitem e o crucifiquem. No terceiro dia ele ressuscitará!”

Mateus 20:18-19

Jesus venceu a morte e agora nos oferece a salvação. Todos que creem em Jesus como seu salvador têm seus pecados perdoados, recebem uma vida nova como filhos de Deus e têm a promessa da vida eterna!

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?”

João 11:25-26

Assim como Deus libertou os israelitas da escravidão no Egito, ele nos liberta da escravidão do pecado. Não precisamos mais ter medo da condenação porque Jesus morreu em nosso lugar. Agora podemos viver para Jesus, aprendendo a fazer a vontade de Deus.

Ora, se morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos. Pois sabemos que, tendo sido ressuscitado dos mortos, Cristo não pode morrer outra vez: a morte não tem mais domínio sobre ele. Porque, morrendo, ele morreu para o pecado uma vez por todas; mas, vivendo, vive para Deus. Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. Romanos 6:8-11

A DECEPÇÃO DA CRUZ E A ESPERANÇA DA RESSURREIÇÃO.

Decepção e esperança. Estes dois sentimentos estão presentes na vida de todo ser humano.

Frequentemente ficamos decepcionados com certas pessoas, instituições e determinados acontecimentos. No entanto, é frequente a esperança diante de novas possibilidades.

Isto aconteceu com os discípulos de Cristo em relação à crucificação e morte de Jesus, seguida da sua ressurreição no terceiro dia.

Os discípulos ficaram profundamente decepcionados com o que acontecera com Jesus, após a sua prisão e julgamento. Jesus foi crucificado e morreu. Esta decepção foi responsável pela desorientação, desilusão e frustração, pois eles estavam empolgados, animados, deixaram tudo para seguir a Jesus e creram naquilo que Jesus havia ensinado sobre a chegada, em breve, do Reino de Deus e a “consumação dos séculos”.

Toda essa expectativa e empolgação terminou quando o Filho de Deus foi preso, condenado, crucificado e morto.

Os dois discípulos no caminho de Emaús

A ressurreição

1No primeiro dia da semana, de manhã bem cedo, as mulheres levaram ao sepulcro as especiarias aromáticas que haviam preparado.

2Encontraram removida a pedra do sepulcro,

3mas, quando entraram, não encontraram o corpo do Senhor Jesus.

4Ficaram perplexas, sem saber o que fazer. De repente, dois homens com roupas que brilhavam como a luz do sol colocaram-se ao lado delas.

5Amedrontadas, as mulheres baixaram o rosto para o chão, e os homens lhes disseram: “Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive?

6Ele não está aqui! Ressuscitou! Lembrem-se do que ele disse, quando ainda estava com vocês na Galileia:

7‘É necessário que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, seja crucificado e ressuscite no terceiro dia’ “.

8Então se lembraram das palavras de Jesus.

9Quando voltaram do sepulcro, elas contaram todas estas coisas aos Onze e a todos os outros.

10As que contaram estas coisas aos apóstolos foram Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago, e as outras que estavam com elas.

11Mas eles não acreditaram nas mulheres; as palavras delas lhes pareciam loucura.

12Pedro, todavia, levantou-se e correu ao sepulcro. Abaixando-se, viu as faixas de linho e mais nada; afastou-se, e voltou admirado com o que acontecera.

Lucas 24: 1 – 12

No caminho de Emaús

13Naquele mesmo dia, dois deles estavam indo para um povoado chamado Emaús, a onze quilômetros de Jerusalém.

14No caminho, conversavam a respeito de tudo o que havia acontecido.

15Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles;

16mas os olhos deles foram impedidos de reconhecê-lo.

17Ele lhes perguntou: “Sobre o que vocês estão discutindo enquanto caminham?”
Eles pararam, com os rostos entristecidos.

18Um deles, chamado Cleopas, perguntou-lhe: “Você é o único visitante em Jerusalém que não sabe das coisas que ali aconteceram nestes dias?”

19“Que coisas?”, perguntou ele.
“O que aconteceu com Jesus de Nazaré”, responderam eles. “Ele era um profeta, poderoso em palavras e em obras diante de Deus e de todo o povo.

20Os chefes dos sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram;

21e nós esperávamos que era ele que ia trazer a redenção a Israel. E hoje é o terceiro dia desde que tudo isso aconteceu.

22Algumas das mulheres entre nós nos deram um susto hoje. Foram de manhã bem cedo ao sepulcro

23e não acharam o corpo dele. Voltaram e nos contaram ter tido uma visão de anjos, que disseram que ele está vivo.

24Alguns dos nossos companheiros foram ao sepulcro e encontraram tudo exatamente como as mulheres tinham dito, mas não o viram.”

25Ele lhes disse: “Como vocês custam a entender e como demoram a crer em tudo o que os profetas falaram!

26Não devia o Cristo sofrer estas coisas, para entrar na sua glória?”

27E, começando por Moisés e todos os profetas, explicou-lhes o que constava a respeito dele em todas as Escrituras.

28Ao se aproximarem do povoado para o qual estavam indo, Jesus fez como quem ia mais adiante.

29Mas eles insistiram muito com ele: “Fique conosco, pois a noite já vem; o dia já está quase findando”. Então, ele entrou para ficar com eles.

30Quando estava à mesa com eles, tomou o pão, deu graças, partiu-o e o deu a eles.

31Então os olhos deles foram abertos e o reconheceram, e ele desapareceu da vista deles.

32Perguntaram-se um ao outro: “Não estava queimando o nosso coração enquanto ele nos falava no caminho e nos expunha as Escrituras?”

33Levantaram-se e voltaram imediatamente para Jerusalém. Ali encontraram os Onze e os que estavam com eles reunidos,

34que diziam: “É verdade! O Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!”

35Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho e como Jesus fora reconhecido por eles quando partia o pão.

(Lc 24.13-35)

A incredulidade de Tomé

Jesus aparece aos discípulos.

19Ao cair da tarde daquele primeiro dia da semana, estando os discípulos reunidos a portas trancadas, por medo dos judeus, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “Paz seja com vocês!”

20Tendo dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos alegraram-se quando viram o Senhor.

21Novamente Jesus disse: “Paz seja com vocês! Assim como o Pai me enviou, eu os envio”.

23
Se perdoarem os pecados de alguém, estarão perdoados; se não os perdoarem, não estarão perdoados”.

Jesus aparece a Tomé

24Tomé, chamado Dídimo, um dos Doze, não estava com os discípulos quando Jesus apareceu.

25Os outros discípulos lhe disseram: “Vimos o Senhor!” Mas ele lhes disse: “Se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não crerei”.

26Uma semana mais tarde, os seus discípulos estavam outra vez ali, e Tomé com eles. Apesar de estarem trancadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “Paz seja com vocês!”

27E Jesus disse a Tomé: “Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda a mão e coloque-a no meu lado. Pare de duvidar e creia”.

28Disse-lhe Tomé: “Senhor meu e Deus meu!”

29Então Jesus lhe disse: “Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram”.

30Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais milagrosos, que não estão registrados neste livro.

31Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome.

João 20 – 19 – 31

Jesus e a pesca milagrosa

1Depois disso Jesus apareceu novamente aos seus discípulos, à margem do mar de Tiberíades. Foi assim:

2Estavam juntos Simão Pedro; Tomé, chamado Dídimo; Natanael, de Caná da Galileia; os filhos de Zebedeu; e dois outros discípulos.

3“Vou pescar”, disse-lhes Simão Pedro. E eles disseram: “Nós vamos com você”. Eles foram e entraram no barco, mas naquela noite não pegaram nada.

4Ao amanhecer, Jesus estava na praia, mas os discípulos não o reconheceram.

5Ele lhes perguntou: “Filhos, vocês têm algo para comer?”
Eles responderam que não.

6Ele disse: “Lancem a rede do lado direito do barco e vocês encontrarão”. Eles a lançaram e não conseguiam recolher a rede, tal era a quantidade de peixes.

7O discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo-o dizer isso, vestiu a capa, pois a havia tirado, e lançou-se ao mar.

8Os outros discípulos vieram no barco, arrastando a rede cheia de peixes, pois estavam apenas a cerca de noventa metros da praia.

9Quando desembarcaram, viram ali uma fogueira, peixe sobre brasas e um pouco de pão.

10Disse-lhes Jesus: “Tragam alguns dos peixes que acabaram de pescar”.

11Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a praia. Ela estava cheia: tinha cento e cinquenta e três grandes peixes. Embora houvesse tantos peixes, a rede não se rompeu.

12Jesus lhes disse: “Venham comer”. Nenhum dos discípulos tinha coragem de lhe perguntar: “Quem és tu?” Sabiam que era o Senhor.

13Jesus aproximou-se, tomou o pão e o deu a eles, fazendo o mesmo com o peixe.

14Esta foi a terceira vez que Jesus apareceu aos seus discípulos, depois que ressuscitou dos mortos.

Pedro é restaurado

15Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que estes?”
Disse ele: “Sim, Senhor, tu sabes que te amo”.
Disse Jesus: “Cuide dos meus cordeiros”.

16Novamente Jesus disse: “Simão, filho de João, você me ama?”
Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que te amo”.
Disse Jesus: “Pastoreie as minhas ovelhas”.

17Pela terceira vez, ele lhe disse: “Simão, filho de João, você me ama?”
Pedro ficou magoado por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez “Você me ama?” e lhe disse: “Senhor, tu sabes todas as coisas e sabes que te amo”.
Disse-lhe Jesus: “Cuide das minhas ovelhas.

18Digo a verdade: Quando você era mais jovem, vestia-se e ia para onde queria; mas, quando for velho, estenderá as mãos e outra pessoa o vestirá e o levará para onde você não deseja ir”.

19Jesus disse isso para indicar o tipo de morte com a qual Pedro iria glorificar a Deus. E então lhe disse: “Siga-me!”

20Pedro voltou-se e viu que o discípulo a quem Jesus amava os seguia. (Este era o que estivera ao lado de Jesus durante a ceia e perguntara: “Senhor, quem te irá trair?”)

21Quando Pedro o viu, perguntou: “Senhor, e quanto a ele?”

22Respondeu Jesus: “Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que importa? Quanto a você, siga-me!”.

23Foi por isso que se espalhou entre os irmãos o rumor de que aquele discípulo não iria morrer. Mas Jesus não disse que ele não iria morrer; apenas disse: “Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que importa?”

24Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas e que as registrou. Sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.

25Jesus fez também muitas outras coisas. Se cada uma delas fosse escrita, penso que nem mesmo no mundo inteiro haveria espaço suficiente para os livros que seriam escritos.

João 21: 1 – 25

Mostram que os discípulos voltaram, desapontados e tristes, às atividades e à condição de antes do conhecimento e do seguimento a Jesus, tamanha a decepção e desilusão.

No entanto, eles não sabiam, até então, que o melhor estava por vir.

No terceiro dia, após a sua morte, Jesus ressuscitou. Com isto, Jesus venceu a morte; venceu o pecado e a maldade humana que o colocaram na cruz; venceu toda forma de injustiça, promovida por homens e mulheres, responsável pela dor e morte de inocentes. Jesus venceu todo projeto e manifestação diabólica que resulta no afastamento do ser humano pecador da bondade, do amor e da graça de Deus. Com a sua ressurreição, Jesus trouxe nova vida, nova maneira de viver, novo ser e nova esperança para todos que nele confiam. Foi isto que aconteceu com os discípulos que, dominados pela decepção, tristeza e desorientação, encheram-se de alegria e esperança diante do Cristo ressurreto.

Assim, na leitura do Novo Testamento, aprendemos que a ressurreição de Cristo é o acontecimento fundante da fé cristã.

Depois de aproximadamente dois mil anos da crucificação, morte e ressurreição de Jesus, a mensagem do evangelho continua tendo a mesma força, propósito e impacto na vida das pessoas, tal como ocorrera na vida dos discípulos de Jesus no primeiro século.

Diante da incerteza em relação ao pós-morte, da maldade reinante em nosso mundo, da aflição pela injustiça presente em nosso dia a dia, do vazio e sem sentido pelo modo como a história caminha, a ressurreição de Jesus vem abrir possibilidades para uma vida diferente, conceder esperança para um futuro melhor, indicar a transformação da realidade marcada pelo pecado e pelo mal, e proporcionar a esperança escatológica para toda a criação.

Com a ressurreição de Cristo, a esperança deixa de ser um sentimento da vida humana e se torna um elemento da fé.
Como sentimento, a esperança sempre estará sujeita e condicionada a diversos fatores externos favoráveis ou benéficos a nós; como elemento da fé, a esperança estabelece um princípio ou o fundamento de vida baseado na vontade e ação do Pai em relação ao seu Filho, Jesus Cristo, assim como ação do Espírito Santo para consumar a vontade e ação do Pai e do Filho em nós.
Isto é o que significa “crer” no Velho e no Novo Testamento.

Sendo assim, na vida cristã e como comunidade do povo de Deus ou corpo de Cristo, a ressurreição de Jesus está diretamente relacionada à missão e à escatologia.

Veja o Significado>>> O adjetivo “escatológico” pode ser derivado do substantivo “escatologia” que significa “teoria acerca das coisas que hão de suceder depois do fim do mundo; teoria sobre o fim do mundo e da humanidade”.

À missão porque é a vida do Cristo crucificado e ressurreto que deve ser vivida por todos nós, cristãos, ao mesmo tempo em que deve ser proclamada por meio de palavras e atitudes ao mundo. Está relacionada à escatologia porque a ressurreição de Cristo inaugura uma nova era, um novo momento, uma nova maneira de ler, compreender e viver historicamente pela fé. O “novo” da ressurreição de Cristo se encontra na concepção do Reino de Deus presente entre nós, pois já o experimentamos por meio de sinais, maravilhas e, sobretudo, pela presença e ação do Espírito Santo em nós, mas também o “novo” da ressurreição de Cristo aponta para o futuro da plenitude deste Reino, em que Deus será “tudo em todos

20Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias entre aqueles que dormiram.

21Visto que a morte veio por meio de um só homem, também a ressurreição dos mortos veio por meio de um só homem.

22Pois, da mesma forma que em Adão todos morrem, em Cristo todos serão vivificados.

23Mas cada um por sua vez: Cristo, o primeiro; depois, quando ele vier, os que lhe pertencem.

24Então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, toda autoridade e todo poder.

25Pois é necessário que ele reine até que todos os seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés.

26O último inimigo a ser destruído é a morte.

27Porque ele “tudo sujeitou debaixo de seus pés”. Ora, quando se diz que “tudo” lhe foi sujeito, fica claro que isso não inclui o próprio Deus, que tudo submeteu a Cristo.

28Quando, porém, tudo lhe estiver sujeito, então o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, a fim de que Deus seja tudo em todos.

(1Co 15.20-28)

Eis que faço novas todas as coisas

A nova Jerusalém

1Então vi novos céus e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia.

2Vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu marido.

3Ouvi uma forte voz que vinha do trono e dizia: “Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus.

4Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou”.

5Aquele que estava assentado no trono disse: “Estou fazendo novas todas as coisas!” E acrescentou: “Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança”.

6Disse-me ainda: “Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. A quem tiver sede, darei de beber gratuitamente da fonte da água da vida.

7O vencedor herdará tudo isto, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

8Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos – o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte”.

(Ap. 21. 1 – 8 ).

Portanto, a mensagem da ressurreição de Cristo nos ensina o seguinte: o que é inaugurado tem um alvo, uma direção, um destino, um fim. Trata-se do impacto e da abrangência da ressurreição de Cristo sobre “todas as coisas”, sobre a dimensão pessoal, natural e cósmica. Assim, em meio às decepções da vida, alimentemo-nos da esperança que vem da graça de Deus pela ressurreição de Jesus, o Cristo.

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 10/04/2021.

O Poder do Espirito Santo: A Maior Necessidade da Igreja

Eu sou o Edivan Fernandes, Evangelista, fundador do Ministério Resgate a Vida em Jesus Cristo. O nosso objetivo é saquear o inferno e povoar o Céus em nome de Jesus. Amém?

O Tema da mensagem que nós iremos trazer nesta noite é:

O Poder do Espirito Santo: A Maior Necessidade da Igreja!

PREPARAÇÃO PARA O BATISMO NAS ÁGUAS
INTRODUÇÃO: O batismo nas águas é muito importante na vida do crente, pois simboliza um novo nascimento. Mas por falta de conhecimento ou negligencia dos líderes, muitos tem participado do batismo sem tomar conhecimento sobre o significado do mesmo. Tendo como consequência a falta de mudança nas vidas dos que descem as águas batismais.

O Batismo nas aguas é um ato simbólico que fala no reino Espiritual que determina que a pessoa nasceu de  novo, ou seja, o batismo nas águas é a confirmação de que aquela determinada pessoa é uma nova criatura.

17 Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! II Corintos. 5: 17.

Como deve estar o homem preparado para o batismo nas águas, como deve ser o homem que encontrou e nasceu de novo

Viver como filhos da luz

17Assim, eu digo a vocês, e no Senhor insisto, que não vivam mais como os gentios, que vivem na inutilidade dos seus pensamentos.

18Eles estão obscurecidos no entendimento e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que estão, devido ao endurecimento do seu coração.

19Tendo perdido toda a sensibilidade, eles se entregaram à depravação, cometendo com avidez toda espécie de impureza.

20Todavia, não foi isso que vocês aprenderam de Cristo.

21De fato, vocês ouviram falar dele, e nele foram ensinados de acordo com a verdade que está em Jesus.

22Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos,

23a serem renovados no modo de pensar e

24a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.

25Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.

26“Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha

27e não deem lugar ao Diabo.

28O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.

29Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.

30Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.

31Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.

32Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.

Efésios. 4; 22 ao 32;

Cl. 3; 1 ao 10. O batismo nas águas vem confirmar que velho homem morreu, e ressurgiu um novo homem. Rm. 6: 3 e 4.

O batismo nas águas confirma que este novo homem é gerado não de uma semente corruptível, mas sim de uma semente incorruptível. I Pd. 1: 18,19 e 23.

Para que o homem venha a passar pelo batismo nas águas é preciso que ele creia verdadeiramente, de todo o coração em Jesus Cristo. At. 8: 26 ao 37. Crer em Jesus Cristo requer guardar realmente as suas Palavras como um tesouro e coloca-las em praticas em qualquer situação em sua vida diária. Mt. 7: 24 ao 27.

Quantos hoje em dia passam pelo batismo sem ter a consciência de que é muito importante, pois o nosso testemunho aqui na Terra é pelo sangue de Jesus, o Espírito Santo e o batismo nas águas. Jõ. 5: 7 e 8. Quantos já passaram pela água e não houve mudança de vida, não querem renunciar, se não houver renuncia o batismo é em vão. Lc. 14: 33.

Como já citamos o batismo nas águas é simbólico, portanto o simples fato de passar pelas águas não muda as nossas vidas. Pois a mudança depende de nós .Ap. 22: 17; Ap. 3: 20. Podemos batizar nas águas e a nossa luz andar apagada, mas vamos batizar com a certeza que a nossa luz vai continuar a brilhar. Mt. 5: 13 ao 16.

O homem ou a mulher que vai passar pelo batismo nas águas devem fazer o máximo para estar em santidade. Aquilo que ele não pode fazer Deus vai fazer por ele. Sl. 51: 1 ao 7.

É necessário que haja arrependimento dos pecados para que o homem possa descer ao batismo nas águas. At. 22: 16; Mc. 1: 4. O batismo nas águas é Bíblico e segundo a Palavra de Deus quem não passar pelo batismo e do arrependimento não poderá entrar no reino dos céus. Jõ. 3: 1 ao 5.

Jesus deixou para nós a importância do batismo, pois Ele mesmo foi batizado. Se não formos batizados, não estaremos cumprindo a justiça de Deus. Mt. 3: 13 ao 15 e 16. O batismo nas águas é único, portanto é uma decisão que deve ser tomada com muita consciência. Ef. 4: 1 ao 6. O batismo nas águas é um testemunho para todas as potestades do ar da terra e do céu que nós pertencemos a Cristo. Por isto a nossa conduta deve ser com muita santidade.Hb.12: 1; I Co. 4: 9.


Introdução:
 A maior necessidade do pecador é Cristo. Jesus é o dom, o presente de Deus para o mundo.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira

Quem seria capaz de entregar o próprio filho para morrer em prol de uma humanidade perversa, caída e sem amor, sabendo que essa mesma humanidade o desprezaria?

Porque Deus amou o mundo de tal maneira? Qual é a razão para isso? Quem teria tal capacidade de amar?

Se há uma razão para isso, esta é porque sem esse amor nada além de Deus haveria. Não haveria criação, não haveria milagre, não haveria nenhuma espécie de vida no universo.

Sem esse amor não haveria fé, não haveria evangelho e muito menos esperança existiria. Sem esse imensurável amor não existiria maternidade e não existiria paternidade.

Tudo isso só existe porque Deus amou o mundo de tal maneira que, embora ele por si só se bastasse, pelo seu amor, escolheu dar espaço para que houvesse criação. Então a vida se alastrou.

A Bíblia diz em João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Acredito que este foi o primeiro ou um dos primeiros versículos que você aprendeu e gravou, não é?

Falo isso porque é o que acontece com a maioria de nós. Isso porque ele é tão repetido que não tem como não decorar.

Essa passagem bíblica é um profundo resumo do grande amor de Deus por nós dito em poucas palavras.

E por ser citado tão repetidas vezes entre nós, o significado do que se está dizendo nesse versículo quase não é percebido mais.

Esse mesmo amor descrito em poucas palavras nesse verso é a razão pela qual você e eu existimos. É a razão pela qual existe evangelho e graça, para a nossa salvação. Não só para a nossa, mas para todo aquele que crê.

Entretanto, a maior necessidade do crente, agora um pecador perdoado e remido, é o poder do alto, a Plenitude do Espírito Santo, que se recebe no batismo do Espírito Santo. Se Jesus é o presente de Deus Pai para o mundo, o Espírito Santo é o dom, o presente de Jesus para os crentes, para a igreja que ele estabeleceu aqui na terra.

Não há igreja sem a presença do Espírito Santo e não há crescimento saudável sem a ação poderosa desse mesmo Espírito. É impossível haver um convertido sequer sem a transformação operada pelo Espírito Santo. Nunca foi propósito de Jesus que sua igreja vivesse sem a vida e a ação do Espírito Santo em cada um dos seus componentes.

Por essa razão devemos lembrar que:

Tópico 01. O Espírito Santo Foi Prometido

Jesus instruiu os discípulos a não saírem de Jerusalém, até que recebessem a promessa do Pai, o batismo com o Espírito Santo, em…

Atos 1.4-5 “Certa ocasião, enquanto comia com eles, deu-lhes esta ordem: “Não saiam de Jerusalém, mas esperem pela promessa de meu Pai, da qual lhes falei. Pois João batizou com água, mas dentro de poucos dias vocês serão batizados com o Espírito Santo”.
Pergunta: Quem gostaria de ter a sua vida espiritual renovada pelo o Espírito Santo todos os dias, até o dia que vocês passaram da morte para vida?

Esse batismo seria também um revestimento de poder,
Em Lucas no capitulo 24.49. E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.

Esta promessa, que se cumpriu no dia de Pentecostes, é a mesma profetizada por Joel, Joel 2.28 “E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões.
Joel 2:28

Em Isaías 44.3-7.

3 Vou fazer com que caia chuva no deserto e com que em terras secas corram rios. Assim também derramarei o meu Espírito sobre os seus descendentes e lhes darei as minhas bênçãos.

4 Eles crescerão como a grama bem-regada, como chorões que nascem na beira dos rios.

5 “Muitos se juntarão ao povo de Deus. Um dirá assim: ‘Eu sou do Senhor’;

outro dirá: ‘o meu nome é Jacó’; outro ainda escreverá na sua mão: ‘Eu pertenço ao Senhor’; e ainda outro usará Israel como sobrenome.”

6 O Senhor, o Rei e Salvador de Israel, o Deus Todo-Poderoso, diz: “Eu sou o primeiro e o último, além de mim não há outro deus.

7 Haverá outro que seja igual a mim?

Era o momento da dispensação do Espírito Santo. Os discípulos precisavam ser cheios para realizar a obra que Deus havia preparado para eles.

Pergunta: Por que os discípulos precisavam do Espírito Santo?

  1. O Espírito Santo Deve Ser Objeto De Nossa Busca

Os discípulos não aguardaram a promessa do Espírito Santo passivos, mas em oração. Os 120 discípulos, entre eles os apóstolos, Maria e seus filhos, oraram durante dez dias após a ascensão de Jesus. Ao fim deste tempo, o Espírito Santo foi derramado sobre eles.

No cenáculo, aquele grupo estava comprometido com a busca do Espírito Santo. O texto bíblico diz que eles perseveravam unânimes em oração,

Atos 1.14. Eles sempre se reuniam todos juntos para orar com as mulheres, a mãe de Jesus e os irmãos dele.

Todos eles um só alvo: a busca do Espírito Santo. Em todos eles havia o mesmo sentimento.

Pergunta: Como você acha que nós podemos buscar a plenitude do Espírito Santo hoje?

  1. O Espírito Santo Foi Derramado

No dia de Pentecostes, dez dias depois da ascensão de Cristo e da oração incessante da igreja, o Espírito Santo foi derramado,

“Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava”. Atos 2:1-4.

Todos os discípulos ficaram cheios do Espírito Santo. Aqueles que creram em Jesus e se tornaram seus discípulos agora foram cheios do Espírito Santo e revestidos de poder para testemunhar. O Espírito Santo desceu sobre eles em línguas como de fogo e como um vento impetuoso, e todos começaram a falar das grandezas de Deus.

Uma multidão curiosa, perplexa e escarnecedora foi atraída pelo acontecido. Pedro tomou a palavra e pregou o evangelho e, naquela manhã, cerca de 3 mil pessoas se converteram a Cristo, Atos 2:41.

Os discípulos, antes trancados com medo dos judeus, agora saem destemidamente a pregar as boas novas de salvação. Em pouco tempo, aquela mensagem alcançou todo o mundo conhecido naquela época.

Pergunta: Alguém já teve alguma experiência vivida em que se viu claramente a ação do Espírito Santo?

  1. O Espírito Santo Dá Vida Plena

O derramamento do Espírito Santo refletiu na vida da igreja e o mundo foi impactado. A plenitude do Espírito foi percebida por meio da firmeza da doutrina dos apóstolos, do engajamento na oração, da comunhão fraternal, da adoração fervorosa e do testemunho irrepreensível.

A igreja cheia do Espírito tem um bom testemunho dos de dentro e também dos de fora. É embaixadora de Deus na terra e promove festa no céu. Ela cresce em conhecimento e também em graça. Cresce em santidade e também em número,

Atos 2:42-47. “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a Simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos”.

Amém, Gloria Deus, Aleluia?

Uma igreja cheia do Espírito é irresistível. Ninguém pode deter os passos de um povo revestido do poder do alto. Prisões não podem intimidá-lo nem a morte pode fazê-lo recuar. Essa igreja avança em vitória e arrebata aqueles que caminham para a perdição.

Nada substitui a plenitude do Espírito. Lindos templos, pastores de boa retórica e música de qualidade podem impressionar as pessoas, mas sem o poder do Espírito Santo, a igreja não causará influência na comunidade e não honrará o nome de Deus. Não vai gerar filhos que herdarão a coroa da vida eterna.
Pelo contrário, pode até gerar muitos escravos do pecado e talvez muitas dessas pessoas podem até perder a salvação, se não houver o arrependimento, antes que desçam a sepultura.

Precisamos de PODER DO ALTO. Precisamos do Poder do Espirito Santo: A Maior Necessidade da Igreja

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 01/05/2021.

Assuma o seu Destino, elimine o medo, destrua o gigante.

Assuma o seu Destino, elimine o medo, destrua o gigante.


Somos despertados por Deus a liberar o nosso potencial. Aprendemos que esse potencial é ativado quando experimentamos um relacionamento profundo com Deus.

Hoje, seremos desafiados por Deus a assumir o nosso destino. Não somos vítimas da vida ou das pessoas, somos autores da nossa história.

A Bíblia revela que nós temos desejos por muitas coisas, mas quando perguntamos a Deus e ouvimos o seu conselho, apenas o que é Dele se levanta:
“Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.” (Provérbios 19.21)

O melhor não é ter muitos sonhos, mas descobrir qual deles vem do Senhor! Deus não se compromete com o seu ideal. Os nossos planos nos confundem. Quando assumimos projetos que são nossos, mas não são de Deus, isso nos tira o foco para uma vida plena.

Os sonhos de Deus não podem ser vividos com pequenas ambições.

Deus não nos dá a partir do que precisamos, mas a partir do que Ele tem. Portanto, não há nada de Deus para você que seja pequeno e que não cause impacto.

Através da experiência do profeta Jonas, podemos extrair princípios bíblicos que nos ajudarão a assumir o nosso destino. São princípios que, se aplicados na vida, nos levarão ao lugar que o próprio Deus determinou.

Para assumir o seu destino…
1. OUÇA e OBEDEÇA a DIREÇÃO de Deus

“Vá depressa à grande cidade de Nínive e pregue contra ela, porque a sua maldade subiu até a minha presença. Mas Jonas fugiu da presença do Senhor, dirigindo-se para Társis. Desceu à cidade de Jope, onde encontrou um navio que se destinava daquele porto. Depois de pagar a passagem, embarcou para Társis, para fugir do Senhor.” (Jonas 1.2-3a)

O ápice da sua vida está na vontade de Deus. Existe uma urgência naquilo que Deus lhe pede. Não dá para vivermos uma vida plena sem fazer com pressa aquilo que o Pai ordenou. Se você não deseja perder tempo, então entregue todo o seu tempo para Deus.

A nossa prioridade deve ser Deus e, então, o restante se ajusta. Se Deus não for a primeira pessoa da sua vida, com certeza Ele não será a segunda. O que Deus lhe pediu para fazer e que você ainda não fez? Que tipo de missão Deus lhe confiou, mas você está relutando em cumpri-la? Paulo, escrevendo aos crentes de Éfeso, disse o seguinte:
“Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.” (Efésios 2.10)
Não há a mínima possibilidade de assumir o seu destino sem ouvir e obedecer a direção de Deus.

Obediência é pré-requisito fundamental para se chegar no lugar que Deus já determinou que você vai chegar.

Para assumir o seu destino…
2. RECONHEÇA os seus ERROS

“Com isso eles ficaram apavorados e perguntaram: O que foi que você fez?, pois sabiam que Jonas estava fugindo do Senhor, porque ele já lhes tinha dito. Visto que o mar estava cada vez mais agitado, eles lhe perguntaram: O que devemos fazer com você, para que o mar se acalme? Respondeu ele: Peguem-me e joguem-me ao mar, e ele se acalmará. Pois eu sei que é por minha causa que esta violenta tempestade caiu sobre vocês.” (Jonas 1.10-12)

Não foram as pessoas que jogaram Jonas no mar, foi ele que entrou no barco errado.

Seu destino era Nínive, e não Társis. Ele cometeu o erro de não obedecer ao que Deus havia dito para fazer.

Você não é uma vítima do que as pessoas fizeram ou do que a vida lhe proporcionou. Ninguém o jogou onde você está, foi você que escolheu chegar aí. Não podemos decidir o que a vida nos trará, mas podemos escolher o que vamos fazer com o que ela vai nos entregar.

“Então, pegaram Jonas e o lançaram ao mar enfurecido, e este se aquietou.” (Jonas 1.15)

Quando estamos deslocados do nosso destino, causamos tempestades na vida das pessoas. Quando Deus nos tira alguém é livramento, quando Ele coloca alguém é proteção.

Para assumir o seu destino…
3. RESPEITE o PROCESSO de Deus em sua VIDA
“Então o Senhor fez com que um grande peixe engolisse Jonas, e ele ficou dentro do peixe três dias e três noites.” (Jonas 1.17)

É melhor ser engolido por um peixe do que chegar no lugar errado. O peixe foi o casulo para Jonas. Deus não precisa de processos para nos dar algo, nós precisamos dos processos para recebermos. Então, o que você faz quando momentos difíceis chegam à sua vida?

“Lá de dentro do peixe, Jonas orou ao Senhor, ao seu Deus.” (Jonas 2.1)

Deserto não é lugar de sofrimento, mas de oração e quebrantamento. Respeite o que Deus está fazendo. Ele está lhe transformando antes de mudar o que está acontecendo.

Para assumir o seu destino…

4. ARREPENDA-SE e COMECE novamente
“Ele disse: Em meu desespero clamei ao Senhor, e ele me respondeu. Do ventre da morte gritei por socorro, e ouviste o meu clamor.” (Jonas 2.2)

Reinicie. Comece novamente. O arrependimento é o primeiro passo para um novo tempo. Reconheça que você precisa da ajuda de Deus. Convide-o para fazer parte da sua vida. Você só encontra o arrependimento quando olha para Deus, mas o remorso é possível encontrar todas às vezes que você olhar para si mesmo.

Não aceite qualquer coisa para você. Creia que tem algo que supera as suas expectativas, coisas sobrenaturais que o Pai preparou para a sua vida. A resposta da sua aflição está em Deus. Se você errou até aqui, então é tempo de acertar a partir daqui.

Para assumir o seu destino…
5. NÃO DESISTA das PROMESSAS de Deus
“E o Senhor deu ordens ao peixe, e ele vomitou Jonas em terra firme.” (Jonas 2.10)

Jonas poderia ir para Nínive de barco, mas foi de peixe. O mais importante não é como você vai, mas o importante é não desistir do seu destino. Tudo o que vem de Deus passa pelo teste do tempo e se cumpre.

É impossível fazer as coisas de Deus do seu jeito. Você não chega a lugar nenhum sem Ele. Se hoje você está dentro de um grande peixe ou se você se encontra no barco, por favor, não desista daquilo que Deus preparou para você.

Promessas de Deus são sementes que nunca morrem!

A Conclusão que chegamos define-se dessa forma:

Deus está fazendo um convite a você hoje: assuma o seu destino. Não deixe que os outros escrevam a sua história e o façam chegar no lugar que eles querem que você chegue. Você deve chegar no lugar que Deus já preparou para você chegar. Por isso, Deus está dando a você oportunidades para recomeçar a vida. Então, assuma o seu destino.
Para assumir o seu destino…
1. OUÇA e OBEDEÇA a DIREÇÃO de Deus
2. RECONHEÇA os seus ERROS
3. RESPEITE o PROCESSO de Deus em sua VIDA
4. ARREPENDA-SE e COMECE novamente
5. NÃO DESISTA das PROMESSAS de Deus

ALIVIANDO A BAGAGEM DO MEDO

“Então perguntou aos seus discípulos: por que vocês estão com tanto medo? Ainda não tem fé?” (Marcos 4.40)

O que está causando medo em seu coração? Quais são os medos que você enfrenta em sua vida? Não importa o tipo de medo, a ordem é: não tenha medo. Ficamos com medo porque duvidamos que Deus está no controle de nossas vidas. Enchemos nossa alma de pavor porque pensamos que as coisas estão fora de controle. No entanto, para paralisar o medo é necessário confiar e descansar em Jesus. Olhando para a experiência dos discípulos de Jesus, podemos encontrar a esperança que precisamos para aliviar a bagagem do medo em nossa vida.

Para aliviar a bagagem do medo…

  1. CONFIE na PROMESSA de Jesus.

“Naquele dia, de tardinha, Jesus disse aos discípulos: vamos para o outro lado do lago.” (Marcos 4.35)

Jesus havia empenhado sua palavra aos discípulos: passemos para a outra margem, vamos para o outro lado. Com essa palavra, Jesus estava dizendo que o destino dos discípulos ao enfrentar aquela situação complicada não era o fundo do mar, mas a outra margem. Quando Jesus promete, ele cumpre; quando ele dá uma ordem, nada pode impedir que sua vontade seja feita. O Senhor vela pela sua palavra para cumpri-la. A Bíblia confirma isso:

“Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão.” (Mateus 24.35)

“A relva murcha, e as flores caem, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre.” (Isaías 40.8)

Para aliviar a bagagem do medo…

  1. CONFIE que Jesus ESTÁ sempre com você.

“Então eles deixaram o povo ali, subiram no barco em que Jesus estava e foram com ele; e outros barcos o acompanharam.” (Marcos 4.36)

O fato de Jesus estar conosco não nos poupa de certas situações que podem nos causar medo. No entanto, é a presença de Jesus que nos livra de permanecer no medo. Desta forma, o temor dos discípulos era infundado porque Jesus estava com eles. Também temos a promessa da companhia permanente de Jesus. Ele disse: “Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” (Mateus 28.20)

Para aliviar a bagagem do medo…

  1. CONFIE que nada FOGE ao CONTROLE de Jesus.

“Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este foi se enchendo de água. Jesus estava na popa, dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram: Mestre, não te importas que morramos?” (Marcos 4.37-38)

Enquanto a tempestade rugia com toda fúria, Jesus estava dormindo. Jesus dormia não porque desconhecia o perigo, mas porque confiava na providência e no cuidado do Pai. Isso é paz no vale. Isso é paz em dias de aflição. Isso é paz em tempos de tormenta.

Para aliviar a bagagem do medo…

  1. CONFIE no PODER de Jesus.

“Ele se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar: Aquieta-se! Acalme-se! O vento se aquietou, e fez-se completa bonança.” (Marcos 4.39)

A Bíblia nos diz que Jesus repreendeu o vento e o mar e fez-se completa bonança. O vento e o mar que nos ameaçam estão debaixo do seu poder. Servimos a um Senhor que tem todo poder e autoridade no céu e na terra. Ele trabalha em nosso favor. Somos Dele. Ele cuida de nós.

Conclusão:

Para aliviar a bagagem do medo…

  1. CONFIE na PROMESSA de Jesus.
  2. CONFIE que Jesus ESTÁ sempre com você.
  3. CONFIE que nada FOGE ao CONTROLE de Jesus.
  4. CONFIE no PODER de Jesus.

    Ser corajoso é nunca desistir de uma luta, mesmo sabendo que vai ser difícil conquistar a vitória. É não virar as costas, mesmo quando todos à sua volta já fugiram.

Aqueles que acreditam e confiam em Deus têm o melhor motivo para ficarem encorajados: o Senhor nunca abandona os Seus filhos, e Ele não coloca na sua vida um desafio que você não pode superar. Se você ainda não venceu, não desanime: a vitória está chegando!

Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará”. Deuteronômio 31:6

Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.

Josué 1:9

O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio; de quem terei medo?

Salmos 27:1


GIGANTE – CADA UM TEM O SEU

“Você vem contra mim com espada, com lança e com dardos, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos.” (1º Samuel 17.45)

Qual é o seu gigante? O de Davi era Golias? Golias ficou 40 dias desafiando o povo de Deus, e ninguém tinha coragem de enfrentá-lo até que Davi tomou a posição de enfrenta-lo e vencê-lo. Essa atitude de Davi me ensina uma verdade:

“Em tempos de crise é que se manifestam os heróis.”

Hoje é o dia de manifestar o herói que existe dentro de você. Por isso, quero desafiá-lo a ser o herói da sua história. Talvez a sua história seja marcada por crises, adversidades e lutas. Porém, esse é o momento de você virar o jogo, dar a volta por cima, superar e vencer seus gigantes.

“Nenhuma adversidade será maior que você a menos que você decida que seja.”

No entanto, como enfrentar aquilo que nos ameaça? Como enfrentar aquelas lutas que nos roubam a paz? Como enfrentar e vencer o nosso gigante?

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Traga sempre em sua memória o que Deus já fez por você

“Teu servo é capaz de matar tanto um leão quanto um urso; esse filisteu incircunciso será como um deles, pois desafiou os exércitos do Deus vivo… O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu”… Diante disso Saul disse a Davi: “Vá, e que o Senhor esteja com você.” (1º Samuel 17.36,37)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Elimine tudo o que for empecilho na sua vida

“Então Saul vestiu Davi com sua própria túnica. Colocou-lhe uma armadura e um capacete de bronze na cabeça… Davi prendeu sua espada sobre a túnica e tentou andar, pois não estava acostumado àquilo. E disse a Saul: “Não consigo andar com isto, pois não estou acostumado”. Assim tirou tudo aquilo.” (1º Samuel 17.38,39)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Use as armas que você tem

“… e em seguida pegou seu cajado, escolheu no riacho cinco pedras lisas, colocou-as na bolsa, isto é, no seu alforje de pastor e, com sua atiradeira na mão, aproximou-se do filisteu.” (1º Samuel 17.40)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Ignore o que as pessoas que não te conhecem pensam e falam sobre você

“Enquanto isso, o filisteu, com seu escudeiro à frente, vinha se aproximando de Davi. Olhou para Davi com desprezo, viu que era só um rapaz, ruivo e de boa aparência, e fez pouco caso dele.” (1º Samuel 17.41,42)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Seja valente e corajoso até o fim

“E disse a Davi: Por acaso sou um cão para que você venha contra mim com pedaços de pau? E o filisteu amaldiçoou Davi invocando seus deuses, e disse: Venha aqui, e darei sua carne às aves do céu e aos animais do campo!” (1º Samuel 17.43,44)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Lute ao lado do seu Deus.

“E Davi disse ao filisteu: Você vem contra mim com espada, com lança e com dardo, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem você desafiou.” (1º Samuel 17.45)

Para enfrentar e vencer seu gigante…

  1. Lute com fé

“Hoje mesmo o Senhor o entregará nas minhas mãos, e eu o matarei e cortarei a sua cabeça. Hoje mesmo darei os cadáveres do exército filisteu às aves do céu e aos animais selvagens, e toda a terra saberá que há Deus em Israel.” (1º Samuel 17.46)

Conclusão:

“Quando o filisteu começou a vir na direção de Davi, este correu depressa na direção da linha de batalha para enfrentá-lo.” (1º Samuel 17.48)

Davi não correu do seu gigante, não transferiu seu problema. Diz o texto que ele foi ao encontro do seu gigante. Qual é o seu gigante? O que nesta semana você precisa enfrentar? O que hoje você não pode mais protelar, procrastinar, você precisa resolver. Diz o texto: “… este correu depressa…”.

Quando você enfrentar seu gigante desta forma…

  1. a) Você vencerá através de milagres

“Assim Davi venceu o filisteu com uma atiradeira e uma pedra; sem espada na mão ele derrubou o filisteu e o matou.” ( 1º Samuel 17.50)

  1. b) Você verá inimigos fugindo de você

“Davi correu e se pôs de pé sobre ele; e desembainhando a espada do filisteu acabou de matá-lo, cortando-lhe a cabeça com ela. Quando os filisteus viram que seu guerreiro estava morto, recuaram e fugiram.” (1º Samuel 17.51)

Faça como Davi, do jeito de Deus, e o resultado será a VITÓRIA! AMÉM.

Que o Amor do Senhor Jesus e a paz, seja com todos nós, agora e para sempre. Amém. 08/05/2021.